O Santa Cruz nasceu de uma iniciativa de garotos que queriam criar um time de futebol. O grupo de jovens brincava no pátio da Igreja de Santa Cruz e resolveu fundar a equipe. Para tanto, marcaram uma reunião para o mesmo dia à noite, onde foram definidos o nome, a primeira diretoria e as cores do clube. Veja parte da transcrição da ata de fundação:

Ata de Fundação

Aos trez de fevereiro de mil novecentos e quatorze, à rua da Mangueira, n.2, distrito da Boa Vista, pelas 19 horas reuniram-se os srs. Quintino Miranda Paes Barreto, José Luiz Vieira, José Glycéro Bonfim, Abelardo Costa, Augusto Franklin Ramos, Orlando Elias dos Santos, Alexandre Carvalho, Oswaldo dos Santos Ramos, Luiz de Gonzaga Barabalho Uchôa, Augusto Dornelas Câmara, para a fundação de uma sociedade de "foot-ball".

Proclamado presidente o sr. Augusto Dornelas Câmara é pelo mesmo aceito, tendo convidado o sr. Luiz de Gonzaga Barbalho Uchôa para secretariar a mesma. O presidente expôs o fim da reunião que é a de fundação de uma sociedade esportiva que tomará por título "Santa Cruz Foot-Ball Club", adotando como principal esporte o "foot-ball". Sendo posta em discussão é aprovada.

O presidente comunica que vai proceder à eleicão para a primeira diretoria, sendo eleitos: presidente - sr. José Luiz Vieira; vice-presidente - sr. Quintino Miranda Paes Barreto; 1. secretário - sr. Luiz de Gonzaga Barbalho Uchôa; 2. secretário e orador - Augusto Dornelas Câmara; tesoureiro - sr. Augusto Franklin Ramos; diretor de Esportes - sr. Orlando Elias dos Santos, tendo sido empossada.

O secretário lê em seguida os estatutos da nova sociedade que são aprovados. Em seguida, tratou-se das cores que o clube adotaria a seu pavilhão, sendo escolhidas as cores branco e preta, sendo aprovadas.

Tendo o sr. Alexandre Carvalho portado-se mal é repreendido pelo presidente e posta em ata um voto de censura ao mesmo. Não havendo assunto a discutir-se, o sr. presidente deu por encerrada a reunião depois de haver marcado o dia 7 de fevereiro para nova reunião.
Obs: depois de um tempo o vermelho foi adicionado ao time, para diferenciá-lo do Flamengo de Recife.

Primeiro Escudo do Santa CruzO primeiro escudo

O escudo do Santa Cruz Futebol Clube foi criado no ano de 1915 (imagem ao lado), logo após a fundação da instituição. O autor do desenho foi um dos atletas que vestiam a camisa do Mais Querido na época, o atacante Teófilo B. de Carvalho, mais conhecido como Lacraia.

Outros escudos
Escudos do Santa Cruz

A primeira partida

O primeiro jogo da equipe foi contra o Rio Negro, em 1914, e o Santa Cruz humilhou seu adversário, vencendo por 7 a 0. Nesta partida o Santa Cruz jogou com Waldemar Monteiro; Abelardo Costa e Humberto Barreto; Raimundo Diniz, Osvaldo Ramos e José Bonfim; Quintino Miranda, Sílvio Machado (autor do primeiro gol da história do clube), José Vieira, Augusto Ramos e Osvaldo Ferreira.

Não satisfeito com a goleada sofrida, o Rio Negro pediu revanche e exigiu que Silvio Machado, artilheiro do primeiro jogo com cinco gols, não poderia jogar a segunda partida. Carlindo entrou em seu lugar e o resultado do segundo jogo foi 9 a 0 para o Tricolor pernambucano, seis de Carlindo.

Em 1915, o clube participa do primeiro campeonato estadual estreando com vitória sobre o Coligação SR por 1 a 0. Apesar de não conquistar o título, O Santa Cruz termina empatado com mais dois clubes: Flamengo de Recife e Torres, e no triangular de desempate, o título acaba ficando com o Flamengo.

Feitos Históricos

Em 15 de abril de 1917, o Santa Cruz chegou a estar perdendo do América de Recife, no Estádio dos Aflitos, por 5 x 1. E acabou virando, em quinze minutos, para 7 x 5. Três gols foram marcados pelo atacante Tiano, apelido de martiano Fernandes, médico e ex-senador pelo Estado de Pernambuco. Seria esta a maior virada da história do futebol no Brasil?

Em 1919, o Tricolor pernambucano conseguiu um feito histórico para o estado de Pernambuco e regiões Norte e Nordeste. O clube se tornou o primeiro time a vencer uma equipe do Sudeste, quando bateu o Botafogo/RJ por 3 a 2 no dia 31 de janeiro, dois gols do atacante Tiano.

A primeira conquista estadual do Santa Cruz aconteceu em 1931. Foram 10 jogos, com 8 vitórias, um empate e apenas uma derrota; fez 41 gols e sofreu 9. Ao todo o Santa conquistou 17 pontos, um a mais que o Náutico, vice campeão.

Excursão: No início dos anos 40, a aura do time capaz de fazer o impossível extrapolou as fronteiras do estado e se tornou conhecida em todo o País. Em plena II Guerra Mundial, com os submarinos alemães torpedeando navios na costa brasileira, o Santa Cruz aceitou um convite para jogar amistoso em Belém. De lá, seguiu para Manaus, sempre de navio. De volta à capital do Pará, dois jogadores (o goleiro King e o atacante reserva Papeira) morreram provavelmente infectados pelo tifo ou pela malária, contraídos durante a viagem pelo rio Amazonas.

Com o bloqueio dos portos, o time só chegou em casa depois de quase quatro meses, completando a viagem de trem e caminhões pau-de-arara. No entanto, a coragem e raça dos seus jogadores espalhou-se por todos os estados.

Mascote e Uniforme 2009
Cobra Coral   Uniforme n° 1
Cobra Coral - escolha foi feita devido a semelhança das cores do clube com as cores das listras do animal; e o Uniforme 1 utilizado em 2009


Sidney Barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fonte das Informações: www.santacruzpe.com.br e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 25 de junho de 2009 - atualizada em 19/Abril/2019.

 

Campeões de todos os esportes do mundo