Historia da Copa do Mundo de 1930

Clube com maior número de conquistas no futebol brasileiro - são mais de 500 taças e troféus - a Sociedade Esportiva Palmeiras inicia o campeonato nacional 2020 como um dos favoritos. A aposta para mais uma conquista é devido seu plantel ser um dos melhores na atual temporada. Como escolher o melhor site de apostas online? Uma importante informação que os torcedores devem conhecer para garantir um maior divertimento.

De todas as taças, a primeira foi em 1915 (Taça Savoia), e a história da conquista é relembrada abaixo:

A Taça Savóia de 1915
Taça Savoia, primeira conquista da Società Sportiva Palestra Itália, atual Palmeiras. Foto: SE Palmeiras

A Società Sportiva Palestra Itália, hoje Sociedade Esportiva Palmeiras, fundado em 26 de agosto de 1914, conquistou o seu primeiro troféu no dia em que realizou sua primeira partida de futebol. Foi em 24 de janeiro de 1915, em Votorantim, à época parte integrante da cidade de Sorocaba, contra outra equipe da colônia italiana, o Savóia, equipe famosa no interior de São Paulo. Logo cedo, naquele mesmo dia, os associados palestrinos e suas esposas, bem como toda delegação do clube se reuniram na velha estação Sorocabana e partiram rumo a histórica partida de futebol. A viagem durou cerca de três horas.

Em Sorocaba, uma bela festa de recepção com banda de música. Em seguida a diretoria visitou um periódico local, o Jornal Cruzeiro do Sul. Ao meio dia um almoço festivo, depois partiram rumo ao jogo.

No campo dos Castelões, às 14 horas e quinze minutos, o Palestra entrou pela primeira vez para uma partida de futebol. No primeiro tempo resultado igual: 0 a 0. No segundo período, Bianco, de pênalti faz o primeiro gol da história do clube. Um minuto depois, Alegretti, mais uma vez de pênalti, dá números finais a partida, e o clube conquista o belo troféu.

Segundo um relato da época, feito pelo periódico voltado aos imigrantes italianos Fanfulla, o duelo foi conturbado, tendo inclusive um ‘sururu’ (suposta discussão áspera entre os atletas).

O mesmo periódico afirma que: “o S.C. Savoia – digamos de passagem, não apresentou em campo um quadro italiano. Da formação do onze, que mais abaixo publicamos, é claramente demonstrado como entre os “onze” figuram os nomes de Culbert, Ferreira I, Ferreira II, Fredich, Cardoso e Pinho, os quais não são nossos compatriotas”.

O periódico ainda destaca: “Registramos com viva satisfação o sucesso obtido pelo Palestra Itália nesta estréia, na qual se revelou sua excelênte organização e os ótimos elementos que o compunham”.

Savóia 0 x 2 Palestra Itália (atual S.E. Palmeiras)
Competição: Taça Savóia.
Data: 24 de janeiro de 1915.
Local: Campo dos Castelões, em Votorantim, Sorocaba-SP.
Gols: Bianco (de pênallti) e Alegretti (de Pênalti) , ambos no segundo tempo.
Arbitro: Sylvio Lagrecca.
Savóia: Culbert, Ferreira I e Silvestrini; Gigi. Zecchi e Fredich; Imparato I, Cardoso, Ferreira II, Imparato II e Pinho.

Palestra Itália: Stillitano; Bonato e Fúlvio; Police, Bianco e Valle; Cavinato, Fiaschi, Alegretti, Amílcar e Ferré.

Tabém houve o jogo de segundos quadros, em que o Savoia, mesmo sendo infinitamente inferior, venceu por 4 a 0.

A Fanfulla citou assim este confronto: “Enquanto no 1º tempo, em bora nenhum onze marcasse ponto, se manifestou evidente a superioridade do quadro do Palestra no periodo final, por uma inexplicavel 'defaillance' dos jogadores desta sociedade, o Savoia assinalou 4 pontos a zéro”.

Eis a ficha da partida:

Árbitro: Sr. Elpidio de Arruda, do S. Bento de Sorocaba.
Gols: não dispomos.

Savoia: Boio, José e Orelio; José II, Milano e Andretta; Jacinto, Genuzzo, Chiquinho, Manolo e Grillo.

Palestra Itália: Postiglione, Trotta e Bertolucci; Biagio, Olivieri e Primo; Imperio, Cervo, Gambini II, Salatini, Gianetti II. Reservas: Russo, Rebucci, Gianetti III e Colombo.


Por Sidney Barbosa da Silva.
Fonte: Periódico "A Fanfulha", de 25 de janeiro de 1915; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 10/Setembro/2020.

 

Livros Digitais Campeões do Futebol