A Recopa Catarinense, disputada entre o campeão catarinense da primeira divisão e o campeão da Copa Santa Catarina, foi criada na administração Rubens Renato Angelotti e instituída oficialmente no calendário do futebol de Santa Catarina em 14 de setembro de 2018, através da Resolução de Diretoria nº34/2018. A Recopa Catarinense foi inspirada na essência da Recopa Sul-Americana, tradicional confronto continental realizado desde 1989 pela CONMEBOL, que reúne o campeão da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sul-Americana.

A Recopa Catarinense foi instituída para ser realizada no mês janeiro, marcando a abertura oficial do calendário do futebol catarinense com maior visibilidade, conforme referenda a Resolução de Diretoria n°34/2018. Porém como em 2019 excepcionalmente o Brasil sedia a CONMEBOL Copa América entre 14 de junho e 7 de julho, a realização da Recopa Catarinense 2019 foi direcionada para uma data compreendida neste período, dia 4 de julho.

É mais uma competição gerenciada pelo Departamento de Competições Principais da Federação Catarinense de Futebol. A disputa é em partida única e terá como mandante o clube campeão do Catarinense Série A. Caso haja empate ao final da partida, a decisão do campeão da Recopa Catarinense será através da cobrança de penalidades.

Obs.: Em 2021 o troféu da Recopa levou o nome de Paulo Magro, uma homenagem ao dirigente que faleceu no fim do ano 2020 quando ocupava o cargo de presidente da Associação Chapecoense de Futebol. Ele foi vítima da Covid-19.

Recopa Catarinense de 2021
Familiares de Paulo Magro (que leva o nome do Troféu em 2021) participam de homenagem ao ex-dirigente. Foto: Fernando Ribeiro/FCF

Ano Campeão Vice Placar
2021 Joinville Chapecoense 1x1 (5x3 penais)
2020 Brusque Avaí 2x0
2019 Figueirense Brusque 1x0

Fonte: Federação Catarinense de Futebol e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Página adicionada em 25/Fevereiro/2021.