A Supertaça da UEFA evoluiu ao longo dos anos até se tornar o evento que marca o inicio da temporada europeia, realizando-se em Monaco no mês de Agosto para coincidir com os sorteios da UEFA Champions League e da Taça UEFA. Até 1999 juntou os vencedores da Liga dos Campeões e da Taça das Taças. Desde 2000, o jogo põe em confronto os vencedores da Liga dos Campeões e da Taça UEFA (atual Liga Europa), na sequência da extinção da Taça das Taças após a final de 1998/99.

A ideia da Super Taça da UEFA apareceu na Holanda, quando os clubes holandeses, e mais precisamente o AFC Ajax, dominavam o futebol europeu. Esta prova foi uma ideia original de Anton Witkamp, na altura um jornalista e, mais tarde editor de esportes do De Telegraaf, jornal holandês. Em 1972, Witkamp propôs a ideia de se realizar um jogo entre o AFC Ajax, detentor do troféu de Campeão Europeu, e o Rangers FC, que havia vencido a Taça das Taças. Apresentou o projecto ao falecido Jaap van Praag, na altura presidente do Ajax. Van Praag adorou a ideia e dois homens ficaram encarregados de a colocar em prática. Witkamp e van Praag, viajaram ate Zurique para se encontrarem com Artemio Franchi, Presidente da UEFA, já falecido, em busca de conseguir autorização oficial para a nova competição. A ideia não agradou muito, em grande parte porque o Rangers FC estava a cumprir uma suspensão de um ano fora da UEFA, por causa do comportamento dos seus torcedores.

Contudo, o jogo realizou-se, apesar de não ser um encontro oficial; o clube escocês comemorava o centenário nesse ano. Witkamp optou por um formato em dois jogos, para aumentar a receita dos dois clubes. Os jogos, patrocinados pelo De Telegraaf, o jornal de maior tiragem, na Holanda, ocorreram nos dias 16 e 24 de Junho, em Glasgow e Amsterdam, respectivamente.
Com gols de Johnny Rep, Cruyff e Arie Haan valeram ao Ajax a vitória por 3x1, em Glasgow, enquanto que o gol de honra para os escoceses ficou a cargo de Alex McDonald. No segundo jogo, McDonald voltou a marcar, juntamente com Quentin Young, mas os gols foram insuficientes, já que Haan, Gerd Mühren e Cruyff reverteram o resultado, que acabou por ficar 3x2. A primeira Super Taça com o apoio da UEFA foi em 1974, com o facto relevante de a edição de 1973, só ter sido disputada em Janeiro de 1974, ilustrando um problema que, dessa altura em diante, iria atormentar sempre a competição.

Confirmação - A primeira Super Taça oficial teve lugar no Estadio Giuseppe Meazza, em Milão, onde o Ajax perdeu por 1x0 contra o Milan AC. Contudo, o Ajax, estando já sem Cruyff, acabou por golear a formação italiana, em Amsterdam, por 6x0. Apesar de o objetivo de Witkamp de homenagear o Ajax estar amplamente conseguido, a competição ainda lutava para arrancar, realmente.

Problemas de datas - Em 1974, o FC Bayern München e o 1.FC Madgeburg não encontraram uma data conveniente aos dois e, por isso, a competição não se realizou. O mesmo aconteceu ao Liverpool FC e ao FC Dinamo Tbilisi, em 1981, e só em 1984 foi encontrada uma data, para a Juventus.
Esta foi uma de três ocasiões em que a Supertaça da Europa foi disputada em um jogo, desde que o formato atual foi instituido, em 1998.

As outras duas ocasiões foram em 1991, quando a situação politica obrigou a que Manchester United FC e FK Crvena Zvezda se defrontassem apenas em Old Trafford, e em 1986, quando Steaua Bucaresti e FC Dinamo Kiev se encontraram em Monaco, no Estadio Louis II. A competição como um "jogo de exibição" se manteve até a época de 1982/83 , altura em que a UEFA lhe deu algo parecido com o atual formato.

CURIOSIDADES / RECORDES (ATÉ EDIÇÃO 2017)

Campeões europeus face a…
• Os campeões europeus venceram 23 das 42 edições.
• Os vencedores da Taça UEFA/UEFA Europa League levaram a melhor em sete das 17 edições desde a extinção da Taça dos Vencedores das Taças.

Países / Clubes com mais titulos
14: Espanha (Barcelona 5, Real Madrid 3, Valência 2, Atlético 2, Sevilha 1)
9: Itália (Milan 5, Juventus 2, Lazio 1, Parma 1)
7: Inglaterra (Liverpool 3, Aston Villa 1, Chelsea 1, Manchester United 1, Nottingham Forest 1)

Jogadores com mais titulos
4= Dani Alves (Sevilha 2006, Barcelona 2009, 2011, 2015)
4= Paolo Maldini (Milan 1989, 1990, 1994, 2003)

Treinadores com mais titulos
3= Carlo Ancelotti (Milan 2003, 2007, Real Madrid 2014)
3= Josep Guardiola (Barcelona 2009, 2011, Bayern 2013)

Recordes individuais
Gol mais rápido: Éver Banega (três minutos – 2015: Barcelona 5-4 Sevilha)
"Hat-tricks": Radamel Falcao (2012, Atlético - Chelsea) e Terry McDermott (1977, Liverpool - Hamburgo, segunda jogo)
Gol contra: Patrick Paauwe fez o único gol até agora numa SuperTaça Europeia na derrota do Feyenoord' por 3x1 frente ao Real Madrid em 2002.
Cartões vermelhos: Paul Scholes (2008, United), Rolando e Fredy Guarín (2011, ambos do Porto) foram os únicos jogadores a serem expulsos na SuperTaça Europeia.

Mais gols marcados na SuperTaça Europeia
3: Oleh Blokhin (Dínamo Kiev), Radamel Falcao (Atlético), Arie Haan (Ajax, Anderlecht), Terry McDermott (Liverpool), Lionel Messi (Barcelona), Gerd Müller (Bayern), Rob Rensenbrink (Anderlecht), François Van Der Elst (Anderlecht)


Sidney barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Fonte: UEFA.com; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 12/Maio/2005; atualizada em 25/Agosto/2017.

Livros Digitais Campeões do Futebol