O Joinville Esporte Clube foi fundado a partir da fusão "apenas" do departamento de futebol das equipes do América e Caxias ambas da cidade de Joinville, em 29 de janeiro de 1976, tendo como primeiro presidente o Sr. Waldomiro Schutzler.

Ainda no primeiro mês de sua fundação, o JEC, como é popularmente conhecido, jogou a primeira partida de sua história (amistoso). E foi contra a equipe do Vasco da Gama/RJ, terminando em 1 a 1, com gols de Tonho (o primeiro da história do clube) e de Roberto Dinamite.

Em outubro do mesmo ano, o Joinville aplicou a maior goleada de sua história. Foi num amistoso, na cidade de Tangará/SC, frente ao Ipiranga FC, vencendo pelo placar de 11 a 1. Em seu primeiro ano de história, o JEC disputou 63 partidas (oficiais e amistosas), obtendo 37 vitorias, 15 empates e 11 derrotas. Marcou 103 gols e sofreu 41, tendo um saldo positivo de 62 gols. A média de gols do Joinville foi de 1,63 por partida realizada contra 0,65 dos seus adversários. Fontan terminou o ano como artilheiro marcando 29 gols seguido por Tonho 18, Rinaldo 17 e Linha com 11 tentos - estes os principais artilheiros do clube naquele ano.

Trajetória

Sua trajetória de vitórias iniciou com a conquista do título Estadual de 1976, já no ano de sua fundação. Continuou sua saga de sucesso, com a histórica marca de 8 títulos catarinenses consecutivos (octacampeonato) entre os anos de 1978 a 1985. Depois vieram outros titulos.

No cenário nacional, o JEC disputou vários campeonatos da série A, e teve sua melhor campanha em 1985 quando ficou na oitava posição, sendo desclassificado pelo Coritiba, que acabou sagrando-se campeão Brasileiro daquele ano. Em 1986 o JEC voltou a fazer uma bela campanha ficando na décima-segunda posição.

Grandes craques

Fontan
Osni Fontan foi o primeiro capitão da história do JEC, além de ser o primeiro a vestir a camisa número 10 do Tricolor. Foi dele o primeiro gol do JEC no Estadual, diante do Marcílio Dias em 1976. Fontan foi Tricampeão Catarinense pelo Joinville e trabalha no clube até hoje.

Nardella
O maior ídolo da torcida Jequeana de todos os tempos chama-se Reinaldo Antonio Baldesin, o Nardela, que jogou pelo clube de 1980 a 1994, um total de 680 partidas, se constituindo no maior artilheiro do clube por quase 20 anos (até ser batido por Lima em julho de 2013), com 130 gols, média de 0,19 por partida.

Curiosidades

Maurillo José de Souza Velha • O treinador que mais comandou (dirigiu) a equipe até 27 de janeiro de 2008 foi Maurillo José de Souza "Velha" em 143 partidas (foto ao lado).
• Maior sequência de jogos invicto em Joinville: 54 partidas, de 15/04/1979 até 21/08/1980, sendo 28 vitórias e 26 empates.
• Maior invencibilidade: 27 partidas, de 26/07/1978 até 08/11/1978, sendo 12 empates e 15 vitórias.
• Autor do Gol 1000: Paulo Egídio
• Autor do Gol 2000: Renato Tilão
&bulll; Autor do Gol 2500: Reinaldo Mineiro.
• Recorde de público: 19.631 pessoas no jogo Joinvillle 4 x 0 CRB (Final da Série C do Brasileiro), em 13 de dezembro de 2011.

SIMBOLOS
Uniforme oficial   Jack
Uniforme utilizado em 2008; e o Coelho Jack, o Mascote.


Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva
Fonte: Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; e www.jec.com.br.
Página adicionadaem 27 de janeiro de 2008; e atualizada em 03/Janeiro/2021.