A Associação de Futebol em Maurício foi fundada em 1945 sob a denominação de Curepipe Sports Committee (Esportes do Comitê Curepipe), tornando-se o Maurítius Sports Association (MSA), em 1952, e Mauritius Football Association (MFA), em 1984, com o advento da Lei do Esporte.

Os membros fundadores do Comité Curepipe Esportes foram: Dodo Club, Falcon Club (Faucon), C.S.C, Hounds, Royal College of Curepipe e Saint Joseph College.

Naquela época existiam outros clubes, que tinham sede em Port Louis: Fire Brigade, Muslim Scouts, Pere Laval, Stade Olympique, Wings, MF & HC e Police, que acabaram por ser incluídos como membros associados. Meses depois, o Cadets Club aderiu a associação.

Datas Históricas

1952 - A MSA foi fundada com o objetivo principal de promover o futebol no país. Todos os clubes de futebol foram admitidos como associados e os seus estatutos foram inspirados a partir da Football Association (FA). No entanto, como o futebol era profissional no resto do mundo, e não havia "fonte" de dinheiro para a realização dos torneios, a Mauritius Sport Association foi criada e passou a financiar as diversas atividades.

Em 1954, o primeiro clube inglês veio ao país, o Burnley, para um amistoso que ocorreu em Curepipe, no Barry Stade, pertencente ao município, onde hoje está localizado o Novo Estádio George V. Naquela época o Barry Stade tinha apenas algumas arquibancadas de madeira nas laterais do campo e foi arrendado do Município. Neste mesmo ano, fortemente incentivada pela apresentação do Burnley, a Associação decidiu começar a construção do Estádio Rei George V. Como não havia fundos suficientes para a construção, foi feito um acordo com a empresa privada "Compagnie Jacques Noel", que todos os jogos da primeira divisão deveriam ser disputados neste novo estádio, e que a Compagnie Jacques Noel ficaria com 80% das receitas.

Novo Estádio Rei George V1955 - O estádio Rei George V ficou pronto. No ano seguinte houve um incidente no jogo entre os clubes Dodo e Fire Brigades que resultou na paralização da competição, que só pode ser reniciada após a melhoria na segurança e estruturas do estádio.
1958 - A MSA obteve a sua afiliação junto a Football Association (FA).
1961 - O futebol passa a se popularizar e a capacidade do estádio é aumentada com a construção de mais uma arquibancada. A inauguração foi contra a equipe indiana "Mohun Bagan". Esta nova arquibancada acabaria por ser apelidada de "Mohun Bagan" pelos torcedores.
1962 - A MSA é aceita membro filiado à FIFA.
1963 - Afiliou-se à Confederation Africaine de Football.
1965 - A MSA adquiriu os direitos do estádio da Compagnie Jacques Noel. O então secretário-geral da Associação, Mr. Ram Ruhee, desempenhou um papel chave nas negociações com a empresa.
1966 - Ano Nacional do Pride para o futebol das Ilhas Maurício com a primeira participação no Campeonato Africano das Nações.
1968 - O futebol é paralisado por problemas políticos no país, sendo restaurado no ano seguinte.
1974 - A seleção nacional se classifica, pela primeira vez, a uma fase final da Copa das Nações Africanas, que foi realizada no Egito.

Os anos 80
O ano de 1980 é marcado pela retirada do clube Dodo da MSA; neste mesmo ano, o futebol passa a ter apoio financeiro do Ministério da Juventude e do Desporto. Em 1982 houve mudança de nomes dos clubes que tinham apelação comunistas e houve a liberação de patrocínios no Futebol, dando um impulso aos clubes para consolidar as suas estruturas.

Em 1984 houve a Introdução da Lei dos Desportos, que fez com que a associação mudasse sua denominação para Mauritius Football Association, tendo como única atividade o futebol. As outras Federações desportivas (comissões) tornaram-se independentes, conforme prescrito na Lei.

1985 - Organização dos Jogos das Ilhas do Oceano Índico. Mauricio ganhou a medalha de ouro. O Governo da ilha Maurícia desempenhou um papel fundamental nesta conquista, uma vez que forneceu importantes meios financeiros para a preparação dos atletas de todas as disciplinas e melhoria das instalações existentes, bem como criar novas infra-estruturas de todas as principais disciplinas desportivas, incluindo o futebol. Outra importante contribuição é o pagamento de passagens aéreas, alojamento e alimentação, para equipes que participem em competições oficiais internacionais. A partir dessa iniciativa, desde 1988, a equipe Campeã do país está regularmente participando dos Campeonato Africano de Clubes.

Em 1986 é criado de treze Comitês Regionais de Futebol, em conformidade com a Lei dos Sports. Em 1988, O Cadet torna-se na primeira equipe do país a participar do campeonato Africano de Clubes Campeões. O mesmo feito é alcançado pelo clube em 1994, na Copa Africana dos Clubes Vencedores de Copas Nacionais.

Anos 90
1991 - A Associação concede autorização para os clubes a contratarem jogadores estrangeiros até ao máximo de dois. No ano de 1992, O Racing Club de Maurice retira-se da Associação.
1994 - O aluguel do estádio Rei George V chegou ao término e o governo decidiu readquirir a titularidade. Dois anos depois, um duro golpe para o futebol com o encerramento temporário do Estádio Rei George V, devido a defeito nas estruturas existentes. Em 1997, O estádio foi reaberto em jogo amistoso com a participação do Paris St. Germain. Em 23 de maio de 1999, na sequência de incidentes durante e depois do jogo entre Fire Brigade e Scouts Club, foi proibido o futebol no país. Esta decisão do Governo acabou por prejudicar até a Seleção Nacional, que teve de fazer jogos na Ilha da Reunião contra o Gabão pelo Campeonato Africano das Nações e também nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2004, mandando seus jogos sempre fora de casa.

Anos 2000
Depois de setembro de 2000, a suspensão à prática do futebol foi retirada. Neste mesmo ano foi concedida uma ajuda financeira aos clubes pelo Governo, que ainda está em vigor. A lei de Esportes sofre uma revisão e prevê que ao menos uma equipe tenha o nome de sua região / localidade. Em 2003, a Ilhas Maurício ganha a sua segunda a medalha de ouro nos Jogos do Oceano Índico.
2005 - A MFA vende suas instalações em Port Louis e estabelece a sua sede em Trianon, o novo prédio do Projeto Goal, financiado pela FIFA.

Em maio de 2013, o presidente da Federação de Futebol das Ilhas Maurício, Dinnanathlall Persunnoo, foi acusado de manipulação de resultados.

Segundo a BBC e o The Guardian, em agosto de 2021, a polícia iniciou uma investigação depois que um dispositivo de gravação foi encontrado nos banheiros femininos na sede da Federação. Mais tarde, naquele mês, dois membros do conselho renunciaram após as acusações.

Nota: Depois de sua criação em 1952, a Mauritius Sports Association alugou, em 1963, em Port Louis, um espaço para funcionar seu escritório com um secretário apenas, depois mais um funcionário que ajudava nos trabalhos. Depois de ter sido inquilino na Cathedral e na Mallfille Streets, em 1988, tornou-se na única federação proprietária de suas próprias instalações, em Chancery House, Port Louis. Atualmente, a Mauritius Football Association emprega oito pessoas em período integral na Seção Administrativa.



TODOS OS PRESIDENTES DA FEDERAÇÃO DAS ILHAS MAURICIUS

Sports Committee of Curepipe - Comitê de Esportes do Curepipe
1946 - 1947 - Joseph Le Roy O.B.E
1947 – 1950 - Rene Maingard de Ville es Offrans C.B.E
1950 – 1951 - Joseph Le Roy O.B.E

Mauritius Sports Association - Associação dos Esportes de Maurício
1952 - Claude Noel
1953 - Serge Henry
1954 - Rene Noel & Harold Glover
1955 - Francis N. Coombes
1956 - Claude Noel
1957 – 1959 - Jean Giraud
1960 - Maurice Rault
1961 – 1962 - Rivaltz Marot
1963 - Andre de Commarmond
1964 – 1966 - Karl Bozelle
1967 – 1968 - Guy Chevreau
1969 - Claude Moutia
1970 – 1972 - Jean Delaitre
1973 - 1975 - Chintaman Rambocus
1976 – 1979 - Jean Roland Delaitre
1980 – 1981 - Haniff Ramdin
1982 – 1983 - Chintaman Rambocus
1984 - Co. Dhunpath Lall Bhima

Mauritius Football Association - Associação de Futebol de Maurício
1985 - Col. Dhunpath Lall Bhima
1986 – 1987 - Ismael Randera
1988 – 1991 - Jacques Malie
1992 – 1994 - Lakshmana(Kris) Lutchmenaraidoo
1995 - Chintaman Rambocus
1996 – 2000 - Ravindra Chetty
2001 – 2006 - Dinnanathlall Persunnoo
2006 - Premlall Jodha
2006 - 2020 - sem informação
2021 - Mohamed Aly Samir Sobha

Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva; e Rafael de Paula da Silva.
Fontes: http://www.mauritiusfootball.com (Desativado); e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 09/Dezembro/2008 - atualizada em 01/Outubro/2021.