AceOdds últimos códigos promocionais de apostas

* Adaptado pelo autor da Wikipédia, onde ele escreveu a maior parte do artigo sobre o Fluminense Football Club (até 16/03/2008)

Além do futebol, esporte mais popular do país, o Fluminense tem em suas raízes outras modalidades esportivas que fizeram parte da história do clube. Diversos atletas se destacaram no decorrer dos anos e suas conquistas foram traçadas desde o início nos campos e quadras do clube das Laranjeiras. Atletas de diversas modalidades se destacaram para o mundo dos esportes defendendo as cores do Fluminense. O clube obteve sucesso em muitas modalidades, inclusive o livro "Fluminense Football Club - Um Século de Vitrine Esportiva" , do jornalista Ricardo Souza, lista 1.407 títulos do Fluminense no esporte amador até 2002.

Em 1907, o Fluminense inaugurou a sua primeira quadra de Tênis, em 1909 já possuía três e em 1911, quatro. Um grande destaque nos anos iniciais deste esporte foi Alberto Santos Dumont , que durante anos frequentou o Tricolor, seu clube de coração, sendo também árbitro em partidas amistosas.

Em 1915, o Fluminense amplia significativamente a sua sede, incluindo um aumento da capacidade de suas arquibancadas para 5.000 pessoas.

Em 1919, foram inaugurados o Parque Aquático e o Stand de Tiro.

Nos Jogos Olímpicos de 1920, o atleta tricolor Afrânio Antônio da Costa ganhou a primeira medalha olímpica da história para o Brasil, ao levar a medalha de prata na competição de tiro. Ainda neste dia, Afrânio e o também atleta tricolor, Guilherme Paraense, fizeram parte da equipe brasileira que conquistou a medalha de bronze por equipes na modalidade tiro-livre-pistola ou revólver, tendo ainda nesta Olimpíada Guilherme Paraense conquistado a primeira medalha de ouro para o Brasil.

Ainda em 1920, o Fluminense trouxe para o Brasil o técnico de basquete norte-americano, de Ohio, Fred Brown, de uma Associação Cristã de Moços daquele país, que criou um curso formador de técnicos e implantou bases para a organização deste esporte no Brasil, tendo sido inclusive o primeiro técnico da Seleção Brasileira de Basquete e conquistado o primeiro título disputado por esta seleção, os Jogos Olímpicos Latino-Americanos, tendo o Fluminense contribuido com cinco atletas nesta ocasião.

Em 1922 o Fluminense, sem contar com o apoio do governo brasileiro que prometeu dividir os custos das competições e sem que este tenha cumprido a sua promessa, promoveu o Campeonato Sul-Americano de Seleções Nacionais de Futebol (atual Copa América) e os Jogos Olímpicos Latino-Americanos, um dos jogos precursores dos Jogos Pan-Americanos, como os grandes eventos comemorativos do Centenário da Independência do Brasil. Os altos custos na adaptação de sua sede se refletiu nos resultados do futebol durante muitos anos, já que o Fluminense após ganhar o Campeonato Carioca de 1924 só iria conquistá-lo novamente em 1936.

Praticado no Brasil desde a segunda metade da Década de 1910, o Voleibol começou a se organizar no Brasil em 1923, pela iniciativa do Fluminense em promover um torneio aberto reunindo os clubes filiados à Liga Metropolitana de Desportos Terrestres.

TEXTO EXTRAÍDO DO LIVRO "A HISTÓRIA DO CAMPEONATO CARIOCA 1905-1960", DE ADOLPHO SCHERMANN, PÁG. 31 :

O Fluminense F. C. é o clube carioca que mais campeonatos conquistou no cômputo geral dos seguintes desportos: atletismo, basquetebol, esgrima, hoquei, levantamento de pêso, tênis, tênis de mesa, natação, water-polo, saltos, tiro, voleibol, e xadrez. Dos 452 campeonatos realizados até 31-12-1959, ganhou 238 e perdeu 214. Em 3.379 jogos realizados ganhou 2.461, perdeu 727 e empatou 191, apresentando um saldo de 1.799. Seus maiores feitos são: 23 campeonatos de natação dos 28 realizados, 17 de saltos ornamentais em 22, 17 de esgrima em 23, 15 de atletismo feminino em 19, 24 de tênis feminino em 27 e 27 no masculino em 38, 6 de water-polo em 8, 15 no tiro ao alvo em 18.

Outro feito inédito e sensacional pertence à sua equipe de water-polo que permanece desde 1952 invicta em 89 partidas disputadas, inclusive internacionais, contando com 83 vitórias e 6 empates, tendo assinalado 630 tentos a favor e sofrido 175 contra com o saldo impressionante de 455 tentos e um escore médio de 7 x 1.

Notas do autor deste artigo: Além dos esportes que fizeram parte da estatística de Adolpho Shermann, o Fluminense praticava nesta época pelo menos mais 2 esportes, arco e flexa e futebol de salão (futsal).

Após 1960 o Fluminense praticou também, os seguintes esportes: futebol de mesa, ginástica olímpica, ginástica rítmica desportiva, handebol, patinação artística, nado sincronizado, além de ter sido representado em beach soccer (futebol de praia), body boarding, futebol americano de praia e futevôlei.

A TAÇA OLÍMPICA, O MAIOR TÍTULO HONORÍFICO DO FLUMINENSE FOOTBALL CLUB

A Taça Olímpica, também chamada de "Taça de Honra", tem como finalidade reconhecer anualmente, aquele que, no juízo do Comitê Olímpico Internacional, mais fez em prol do olimpismo e do esporte. Este reconhecimento é considerado como o Prêmio Nobel dos Esportes. A concessão do título é feita pelo COI após rigoroso e detalhado exame dos dossiês apresentados pelos candidatos.

Para receber a honraria, o pleiteador deve ser exemplo de organização administrativa e um vitorioso nos setores esportivos, sociais, artísticos e cívicos. Um complexo de perfeição durante um ano inteiro, e escolhido como o melhor dentre os demais clubes, instituições esportivas e mesmo países do mundo, através de suas federações. O Fluminense Football Club é o único clube de futebol no mundo e única instituição brasileira que já recebeu a Taça Olímpica.

A Taça Olímpica (Coupe Olympique) foi instituída em 1905 pelo Barão Pierre de Coubertin, o criador dos Jogos Olímpicos da era moderna e foi atribuída pela primeira vez, ainda em 1906 ao Touring Club da França.

Fonte: Gilberto Bueno (Departamento Técnico do Fluminense Football Club) e (*) Alexandre Magno Barreto Berwanger - membro da RSSSF, historiador e pesquisador do futebol carioca e brasileiro.
Página adicionada em 10 de setembro de 2009.