AceOdds últimos códigos promocionais de apostas

O União Foot-ball Club, depois União Futebol Clube, é o mais tradicional de Mogi das Cruzes e um dos mais antigos do futebol paulista, fundado no dia 7 de setembro de 1913, data de comemoração da Independência do Brasil, fruto da fusão de dois clubes: Falena Football Club e Sport Club Mogi.

O Falena era do sapateiro Alfredo Cardoso, um senhor negro que mantinha seu estabelecimento no centro da cidade e era conhecido como Alfredão. Já o Sport Club Mogi era do comerciante Francisco Veríssimo, o Chiquinho, representante da alta sociedade mogiana, que tinha uma loja de fazendas, como eram chamadas as lojas de tecidos, na Rua José Bonifácio, também no centro.

Com esta "união de clubes", ocorreu a quebra de uma barreira social e de preconceitos. Na época, a cidade tinha cerca de 10 mil habitantes e era formada por uma sociedade conservadora e elitizada. O futebol era praticado, na sua maioria, por pessoas da alta sociedade.

Primeira partida

Para marcar a fundação do clube, o União convidou o Flor da Índia, da capital paulista, para um jogo amistoso, exatamente no dia de sua fundação oficial, 07 de setembro de 1913. O resultado: 1 a 0 para o União, com gol de seu fundador, o Alfredão.
União FC de Mogi em 1913
O União em 1913: Dario, João de Oliveira, Said Miguel, Eduardo, Luiz Gusmati, Ivan Brasil, Chiquinho Freitas, Antunes, Alfredão, Menezes e Ferraz.

Orficialização do clube

No dia 8 de agosto de 1922, o União Futebol Clube oficializou-se como uma entidade esportiva. Por meio de uma certidão, do 3° Cartório de Notas de Mogi das Cruzes, o clube registrava seu estatuto, bem como os primeiros cargos da diretoria, “devidamente publicado no Diário Oficial do Estado, n.° 166, no dia 27 de julho de 1922”. O primeiro presidente oficial do União foi Isodoro Boucault.

Competições

O clube não disputou competições oficias de futebol da federação até 1924, quando participou pela primeira vez de um campeonato amador conhecido como Campeonato do Interior.

Foram pouco menos de 30 anos no amadorismo até que o União conseguisse se profissionalizar em 1951. Naquele ano, o clube disputou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão, licenciando-se no ano seguinte. O retorno às competições oficiais aconteceu 1955, quando disputou mais uma vez a Segunda Divisão, onde permaneceu por outros quatro anos.

Em 1960, o clube pediu licença mais uma vez, deixando de participar de campeonatos organizado pela Federação Paulista de Futebol por quase duas décadas. O retorno deu-se em 1979, no Campeonato Paulista da Terceira Divisão, competição que disputou até 1981, quando foi promovido à Segunda Divisão do Estadual, na qual permaneceu até 1993. Naquela época, dada a reestruturação da fórmula do Campeonato Paulista, a equipe passou a competir na Série A3.

Em 1998, o clube mudou seu nome para União Mogi das Cruzes Futebol Clube, ganhando um novo apelido: União Mogi. Quatro anos depois, ainda no Campeonato Paulista da Série A3, a equipe foi rebaixada à Série B1, que disputou em 2003. Com novas alterações nos nomes da competição estadual, o time passou a disputar o Campeonato Paulista da Segunda Divisão em 2004, sagrando-se campeão em 2006 e retornando à Série A3 no ano seguinte.

Em 2008, o clube voltou a adotar a antiga alcunha de União Futebol Clube, ficando com a 14ª colocação no Campeonato Paulista da Série A3, sem conseguir o acesso. Já em 2009 a equipe não conseguiu fazer uma boa campanha, terminando a competição na última posição da tabela, com apenas um ponto conquistado. Assim, em 2010, a equipe retorna à Segunda Divisão, em busca do acesso à Série A3.

Didi, o ex-jogador Presidente

Jurandir Natalino da Silva, o Didi Em 24 de outubro de 2020, o mineiro Jurandir Natalino da Silva, de 61 anos, morador de Mogi das Cruzes ha mais de 35 anos, foi eleito presidente do União Futebol Clube. O ex-jogador do clube assume pela primeira vez o comando do tradicional clube mogiano.

Didi, como é popularmente conhecido no meio do futebol, concorreu em uma eleição com chapa única, sendo eleito por aclamação para a presidência do Alvirrubro; sua permanência a frente do clube vai até setembro de 2022 – o mandato é de dois anos.

TÍTULOS

Campeonato Paulista da Série B1 (Quarta Divisão): 2006, confira a campanha:

1ª FASE
União 0x0 e 1x0 EC União Suzano (ECUS)
União 1x1 e 5x0 Jacareí AC
União 2x0 e 6x0 AD Guarulhos
União 1x0 e 0x0 Mogi das Cruzes FL
União 3x0 e 2x0 CA Joseense
União 3x1 e 10x0 União Suzano AC. Esta foi a maior goleada do campeonato, ocorrida em 30 de julho de 2006.

2ª FASE
União 4x1 e 0x0 Mogi das Cruzes FL
União 1x1 e 1x1 Força EC
União 2x0 e 0x0 SE Itapirense

3ª FASE
União 2x1 e 1x0 Campinas FC
União 0x1 e 2x1 CA Linense
União 2x1 e 3x1 CA Lemense

FINAL
União 1x0 Grêmio Catanduvense de Futebol

HINO OFICIAL

Avante União
Orgulho de Mogi das Cruzes
Tu és história és tradição
Explode a galera de emoção

Serpente do Tietê
Valente pra valer
Tu és conquista eternas glórias
Ficarão guardadas na memória

Rua Casarejos verdadeiro berço
Seu coração

Vitória! Vitória! Vitória!

Seu lema é Hei de vencer
O União é grito de paixão
Balança a rede
Vermelho e branco
Campeão

O União é grito de paixão
Balança a rede
Vermelho e branco
Campeão

Mascote - Serpente do Tietê

Mascote do União de Mogi das Cruzes Quando os primeiros povoadores de Mogi passaram a fixar com cruzes os limites da pequena Vila, no Século 17, não imaginavam que a atitude simples marcaria definitivamente o nome da cidade no futuro. Mogi, que na língua indígena significa “Rio das Cobras”, inspirou também a fundação de seu mais antigo clube de futebol. A mascote do União, não poderia ser outra: a Serpente do Tietê.

Escudos

União de Mogi   União de Mogi novo escudo
O primeiro é o tradicional escudo do clube, que foi substituido no mês de Março/2014 pelo departamento de marketing do clube. As alterações foram feitas para que o distintivo da equipe mostre com mais evidência que o clube atingiu o centenário.

A base da estrutura do símbolo permaneceu a mesma, prevalecendo a cor alvirrubra. O brasão recebeu um contorno dourado em alusão aos 100 anos de fundação. O dourado também envolve o aperto de mãos. A inscrição “União F.C.” foi substituída por “União Mogi das Cruzes”. Logo abaixo, no lugar da data de fundação da Serpente do Tietê, o escudo conta com F.C (Futebol Clube) e com o ano de fundação. Além dessas alterações, o brasão está acompanhado de uma estrela, que representa o título do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2006.

"Nós estamos revitalizando a imagem do clube, por isso resolvemos modificar o emblema e marcar o início desse novo século de vida. Um outro motivo é que nós voltamos a usar a alcunha de União Mogi das Cruzes Futebol Clube, como consta em nosso CNPJ" - explicou o presidente da equipe (em 2014), Senerito Souza.


Página adicionada em 11 de abril de 2021.
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Fontes: globoesporte.globo.com Centenário do Clube; 2016.fpf.org.br/clube; www.leiaogazeta.com.br/ex-jogador; globoesporte.globo.com Novo escudo; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.