UM TÍTULO AO CENTENÁRIO

Depois de 100 anos, o triunfo máximo teria que ser algo especial. Não poderia ser uma vitória qualquer. Tinha que ter, pelo menos, um pouco de drama e de marcas da superação. Afinal de contas, não é todo dia que se joga para conquistar um título nacional, para apagar um passado calejado e para saciar o maior desejo de uma nação.

O Remo que ontem foi campeão Brasileiro da Série C presenteou a sua imensa torcida com uma conquista inédita. Agora, os azulinos não precisam se contentar apenas com títulos do Campeonato Paraense, Copa Norte e de torneios de menor expressão. O Leão marca o seu nome no futebol nacional como um dos vencedores do torneio Nacional.

Para o clube, é uma conquista saborosa, que aumenta a galeria de troféus. Para os torcedores, ela é uma dádiva. Ainda mais pela forma como aconteceu. O Remo contradisse os prognósticos. O time que tinha péssimo retrospecto jogando fora de casa conseguiu se superar. Foi ao Rio Grande do Sul e derrotou o Novo Hamburgo por 2 a 1, num jogo difícil, que só foi decidido no segundo tempo.

O Leão manteve o drama até o último minuto. Se fechou todo na defesa e sofreu com a pressão dos gaúchos. Parece que fez de propósito, como uma estratégia para fazer com que os torcedores ficassem ligados no time até a chegada do momento certo. Ele veio no minuto 48, com o apito do juiz e com o anúncio do empate no outro jogo da rodada. Foi a senha para o início à festa. E para o término de um sofrimento centenário.

Depois de ter sido rebaixado ano passado à Série C, o Remo sofreu durante toda a temporada 2005 como nunca havia padecido na história. Em meio aos quatro treinadores e às quase 50 contratações de jogadores, o clube viveu crises financeiras, passou por momentos de descrédito com a torcida e conviveu com o risco de permanecer no limbo do futebol brasileiro.

No final, valeu à pena. Tudo bem que a espera foi demorada - o Remo teve que aguardar 100 anos por esse momento -, mas foi saborosa. O grito de "É campeão" estava entalado e precisava sair. Ainda mais no ano do centenário. Ainda mais após a conquista do título do Campeão Brasileiro. Vibra que é teu, Leão.

Como foi a campanha

Na primeira fase o Remo venceu as 4 partidas classificando-se em primeiro lugar do Grupo 3 com 14 pontos. Depois vieram as fases de eliminatórias, que foram disputadas em jogos de ida e volta (mata-mata), teve que bater o Tocantinópolis, depois Abaeté e, por fim, o Nacional de Manaus, garantindo a classificação para a fase final, onde enfrentou o América de Natal, Ipatinga (MG) e Novo Hamburgo (RS). Ficou com o título ao conquistar 10 pontos, mesmo número do América, mas com melhor saldo de gols (dois contra 1).

A bela taça pela conquista do título da Série C do Campeonato Brasileiro foi entregue pela CBF ao presidente Raphael Levy, em 5 de dezembro, uma segunda-feira, durante a cerimônia que premiou os melhores do ano de 2005 no futebol brasileiro.

Jogo do título

NOVO HAMBURGO 1 x 2 CLUBE DO REMO
Data: 20/Novembro/2005, 17h:00 (Domingo)
Local: Estádio Santa Rosa (Novo Hamburgo-RS)
Renda: R$ 1.695,00 - Público: 196 pagantes
Árbitro: Djalma José Beltrami (RJ)
Gols: Capitão aos 2, Maurilio aos 29 e Luis Gustavo (penalti) aos 34 do 2° tempo
Cartões Amarelos: Eduardo, Aílton, Marquinhos e Magrão;
Cartão vermelho: Sidiney.
NOVO HAMBURGO: Luciano; Sidney, William e Dias; Rafael, Emerson, Pedro Ayub, Preto e Gerson; Luis Gustavo e Flaviano (Duda). Técnico: Gilmar Iser
REMO: Rafael; Marquinhos, Magrão, Carlinhos e Eduardo; Márcio, Serginho, Maurílio e Geraldo (Capitão); Landu e Douglas Richard. Técnico: Roberval Davino.

A CAMPANHA DO TÍTULO

FASE 1 - Grupo 3
31/01- 2x2 São Raimundo/RR (f)
07/08- 2x1 Abaeté/PA (c)
14/08- 3x2 São José/AP (c)
21/08- 1x1 São José/AP (f)
27/08- 2x1 Abaeté/PA (f)
03/09- 4x0 São Raimundo/RR (c)

FASE ELIMINATÓRIA
11/09- 0x2 Tocantinópolis/TO (f)
18/09- 4x1 Tocantinópolis/TO (c)

25/09- 1x1 Abaeté/PA (c)
02/10- 3x2 Abaeté/PA (f)

08/10- 2x0 Nacional/AM (f)
16/10- 0x1 Nacional/AM (c)

FASE FINAL
22/10- 1x0 Novo Hamburgo/RS (c)
29/10- 0x1 Ipatinga/MG (f)
02/11- 0x1 América/RN (f)
06/11- 2x0 América/RN (c)
13/11- 2x2 Ipatinga/MG (c)
20/11- 2x1 Novo Hamburgo/RS (f)


Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva.
Fonte das Informações: Clube do Remo; e www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 21 de março de 2010.