Em 2017, o Oeste mudou sua sede de Itápolis para Barueri. Atualmente (2020) o Oeste continua sediado em Barueri-SP e manda seus jogos na Arena Barueri.

FUNDAÇÃO

Antes do Oeste, Itápolis possuiu as seguintes agremiações esportivas que se sucederam : O Esporte Clube Itapolitano em 1912, o Guarani em 1914, o Garibaldino em 1915, e o "7 de Setembro" da Sociedade Dançante Recreativa do mesmo nome em 1919.

Sendo portanto, o Oeste, a quinta organização futibolistica que se fundou em Itápolis, em 25 de janeiro de 1921, sob a presidência do Dr. Valentim Gentil, tendo como Secretário o Dr. Victor Lapenta, e como Tesoureiro Paulo Rodrigues e Silva, escrivão do cartório de paz que além de treinador do "quadro", jogava no gol quando havia jogos com adversários mais fortes.

A denominação "Oeste Futebol Clube de Itápolis" foi sugerida por Victor Lapenta. O seu primeiro campo foi no terreno situado entre as Avenidas Dr. Eduardo do Amaral Lyra, 7 de Setembro, Capitão Venâncio de Oliveira Machado e Rua Odilon Negrão. Por se tratar de um campo pequeno, logo o Oeste mudou-se para o campo do Jatobazeiro, que ficava além da serraria que era de propriedade de Carlos Adolfson e, mais tarde, deixou o Jatobazeiro e transferiu-se para o campo improvisado no terreno onde hoje se encontra o Asilo e o Lar São José. Só em 1929, definitivamente, adquiriu a sua praça de esportes, o atual Estádio "Picardão".

O primeiro uniforme dos seus jogadores constava de calção preto e camisa branca.

Na Ocasião da fundação deste tradicional clube que chegou a conquistar o título de "Campeão da Douradense", foram os seus primeiros jogadores : João Benedito Siqueira (Carabina), José Oliva, Joaquim Antonio Machado, Maurilio Leite (menino de ouro), Antonio Pereira ( Toniquinho ), Augusto Botacin, Manoel Rodrigues ( Maneco Seleiro ), Luiz Parângeli, Zé Seleiro e Carlos Martins.

A primeira bandeira do Oeste participou da delegação esportiva que representou Itápolis no desfile dos festejos comemorativos da Independência do Brasil, que se realizou em São Paulo, no dia 7 de Setembro de 1922.

A Legalização

Apesar de ter sido fundado no ano de 1921, o Oeste Futebol Clube só teve sua diretoria e estatutos legalizados no dia 18 de outubro de 1927, quando reuniram-se na residência de Domicio Marconi, que se localizava na Rua Florêncio Terra, 1032; um grupo de pessoas da comunidade, dentre eles, o Dr. Valentim Gentil que já ocupava o cargo de presidente provisório da agramiação, para compor a diretoria definitiva e legalizar o registro do time itapolitano.

Após a abertura da sessão, Antenor da Costa Sene, pediu a palavra e propôs que fosse conservado o nome de OESTE FUTEBOL CLUBE DE ITÁPOLIS, e que o patrimônio pertence ao time, fosse doado para o Hospital de Misercórdia da cidade, no caso de dissolução. Também o sócio Osvaldo Bueno de Camargo solicitou a palavra para propor que as pesssoas que contribuiram para a aquisição do terrono para o campo, tivessem direito de inscrição no quadro dos sócios contribuintes, por outro lado, que ficassem os sócios divididos em classes beneméritos, remidos e contribuintes e, por fim, que os sócios que subscrevessem aquela data, fossem considerados fundadores.

As propostas foram aprovadas juntamente com a que apresentou para apreciação dos presentes Guido Comparini, que se aclamassem os nomes seguintes para os diversos cargos da diretoria : Presidente : Dr. Valentim Gentil, 1º Vice-Presidente : Antenor da Costa Sene, 2º Vice-Presidente : Pedro Santana, Secretário Geral : Alverto de Castro Pereira, 1º Secretário : Francisco Gentil de Guzzi, 2º Secretário : Alexandre Burihan, Tesoureiro Geral : Francisco Gentil de Luiz, 1º Tesoureiro: Domingos Lapenta, 2º Tesoureiro: Maurilio Leite.

Nomes estes que já compunham a diretoria provisória e que só foi extinta a partir do dia 28 de outubro de 1930 . Os demais membros que assinaram a ata, num total de 42, ficou assegurado o direito de serem sócios fundadores da entidade desportiva.

TODOS OS TITULOS

Campeão Brasileiro da Série C (Terceira Divisão): 2012
Campeão Paulista da Série A2 (Segunda Divisão): 2003
Campeão Paulista da Série A3 (Terceira Divisão): 1992, 2002
Campeão Paulista da Série B1 (Quarta Divisão): 1998
Campeão Paulista da Série B2 (Quinta Divisão): 1997
Troféu Interior do Campeonato Paulista: 2011

LETRA DO HINO

Olê olê olê
Olê olê olá
A garra rubro-negra
Tá botando pra quebrar

A minha alegria
É ver meu time jogar
Quando minha equipe está beleza
É alegria pra lá e pra cá
Mas quando o jogo aperta
Eu grito é na moral

Oeste, aqui estou!
E dá-lhe rubro
É gol, é gol,
É gol, é gol, é gol

Olê olê olê
Olê olê olá
A garra rubro-negra
Tá botando pra quebrar
O seu futuro,
É certo e não tem zebra não.

Pois a galera mirim
Quer ver o time, campeão
Veja que beleza
A festa do meu povão
Oeste, aqui estou!
E dá-lhe rubro

É gol, é gol,
É gol, é gol, é gol
Olê olê olê
Olê olê olá
A garra rubro-negra
Tá botando pra quebrar

CAMISAS
Camisa 1 do Oeste FC em 2008   Camisa 2 do Oeste FC em 2008   Camisa 1 do Oeste FC em 2007
Pela ordem: Camisa de n° 1 e 2 - ambas utilizadas em 2008; Camisa 1 - utilizada em 2007.

O ESTÁDIO (FOTO DE 2008)

Nome: Ideonor Picardi Semeghini. Cidade: Itápolis-SP.

Estádio Ideonor Picardi Semeghini em 2008


Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva
Fonte: Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; futebolpaulista.com.br/Clubes; e www.oestefc.com.br.
Página adicionada em 01 de março de 2015 - atualizada em 15/Dezembro/2020.