O nome do clube é referente a Coruja-Caburé, ave de hábitos diurnos que vive na região neotropical, que ocorre desde o sul dos Estados Unidos até o Extremo-Sul do Chile, incluindo todo o Brasil.

Após a emancipação do Estado do Tocantins de Goiás, em 1988, o Kaburé foi o primeiro campeão de uma competição amadora do estado, a Copa Tocantins de 1989, denominação do campeonato tocantinense na época.

Fundadores
Ewaldo Borges de Resende, José Eustáquio Pires, Eduardo de Assis Albuquerque, Juscelino Ferreira da Silva, Paulo Cesar Capel, João Branco de Moraes Sobrinho, Pedro Alves Chaves, José Carlos Ximenes Leão, José Gaspar Silva Morais, José Cândido, José Alves de Lima, José Nascimento Neto, José Messias, Inaldo G. Guimarães Filho, Claudson Santana Batista, Antônio Pereira dos Anjos, Nelson Alves Castro, Luiz Bispo Dias Noleto - em memória, Hamilton Fernandes Naves, Raimundo Costa, Ajuri Fernandes da Silva, Plínio Cesar Gracia, Roberto Batista, Wilson de Assis Sobrinho, Rubens Fernandes Marçal e Lucimar de Souza França. O primeiro presidente do Kaburé Esporte Clube foi Ewaldo Borges Rezende.

Títulos
» Campeonato Estadual Amador (Copa Tocantins era a denominação do Estadual): 1989, 1991
» Copa Tocantins: 1993, 1994, 1996

Equipe base que conquistou o primeiro título estadual de amador – 1989.
Kaburé EC campeão tocantinense de 1989
Gentil, Martins, Rubão, Rubinho e Lucimar; Babal, Giordany e Juscelino; Wilsinho, Mundeco e Sandro. Técnico: Wilson Tapuio. O Presidente da equipe na época Paulo Cesar Capel.

Equipe base que conquistou o estadual de amador – 1991.
Edinaldo, Elinho, Paixão, Rubinho e Martins; Juscelino, Babal e Giordany; Wilsinho, Paulo Dias e Josa. Técinco: Carlucio Divino.
Presidente: Ewaldo Borges de Resende.

Equipe base que conquistou a Copa Tocantins de 1993.
Marcinho, Luiano, Paixão, Alex e Vanderlei; Babalzinho, Gilberto e Luizinho; Taguá, Paulão e Juscelino. Técnico: Amarildo.
Presidente: José Eustáquio Pires.

Campanha da conquista da COPA TOCANTINS de 1996
08/09- Kaburé 0-2 União Araguainense
19/09- Kaburé 2-0 Tocantinópolis
29/09- MEC 1-1 Kaburé
13/10- Interporto 2-2 Kaburé
17/10- Kaburé 2-1 Gurupi
20/10- União Araguainense 1-1 Kaburé
27/10- Tocantinópolis 0-2 Kaburé
10/11- Kaburé 2-1 MEC
15/11- Intercap 2-2 Kaburé
17/11- Kaburé 1-0 Interporto
24/11- Gurupi 2-1 Kaburé
28/11- União Araguainense 2-1 Kaburé
01/12- Kaburé 3-1 Tocantinópolis
04/12- Gurupi 1-1 Kaburé
08/12- Kaburé 1-1 União Araguainense
11/12- Tocantinópolis 1-0 Kaburé
15/12- Kaburé 2-0 Gurupi
FINAL
18/12- Kaburé 3-1 Tocantinópolis
22/12- Tocantinópolis 0-0 Kaburé

O Kaburé nas competições nacionais

Copa do Brasil
1994
Kaburé 2x0 América (MG)
América (MG) 1x0 Kaburé
2ª Fase
Kaburé 0x2 Comercial (MS)
Kaburé 0x2Comercial (MS)

1995
Maranhão 0x0 Kaburé
Kaburé 2x0 Maranhão
2ª Fase
Kaburé 0x1 Flamengo
Flamengo 8x0 Kaburé

1997
Kaburé 1x1 Portuguesa
Portuguesa 8x0 Kaburé

Classificação na Copa do Brasil 1994 –Kaburé – 15º lugar
1995 –Kaburé – 16º colocado
1997 - Kaburé – 37º colocado

Brasileirão da Série C 1995
Intercap 1x0 Kaburé - Pereirão
Kaburé 2x1 Gurupi - Bigodão
Kaburé 0x0 Intercap - Bigodão

Brasileirão da Série C 1996
Kaburé 2X2 Gurupi - Bigodão
Gurupi 3X0 Kaburé - Resendão
Kaburé 1X0 Sampaio Correa - Bigodão
Sampaio Correa 2x0 Kaburé - São Luís

HINO
O jogo começa agora
E eu vou ficar de pé,
O time que está jogando
É meu time Kaburé.
Não vou ficar sentado
Eu vou ficar de pé,
O time que joga agora
É meu time Kaburé.

(refrão 2 Vezes)
Kaburé, Kaburé, Kaburé,
Kaburé,Kaburé, Kaburé,
O time que joga agora
É meu time Kaburé

Vou aplaudir meu time
Com grande satisfação,
Com chuva ou com sol
Quem manda é meu coração.
Não vou ficar sentado
E eu vou ficar de pé,
O time que jogo agora
É meu time Kaburé.

(refrão 2 Vezes)
Kaburé, Kaburé, Kaburé,
Kaburé,Kaburé, Kaburé,
O time que joga agora
É meu time Kaburé

O vermelho mostra garra
O branco só tráz a paz.

É o time que joga bola
E um golzinho sempre faz.
O time que joga agora
É meu time Kaburé

Escudo, mascote
Kaburé EC Kaburé EC
Pela ordem: primeiro escudo do clube ; o segundo é anterior ao atual; a coruja é a mascote do clube.


Por Sidney Barbosa da Silva.
Fontes: www.kabureesporteclube.com (desativado), acesso em 12/03/2014; aloesporte.com.br, acesso em 05/01/2009; Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; As aves nos símbolos do futebol brasileiro, pdf de 2010 - Fernando Costa Straube.
Página adicionada em 26/Abril/2020.

Livros Digitais Campeões do Futebol