NOTA: Nasceu em 17 de março de 1932 como Club Deportivo Municipal; 18 de junho de 1946 como Club Deportivo Los Millonarios; em 20 de abril de 2011 se constituiu o Azul y Blanco Millonarios Fútbol Club S.A.

FUNDAÇÃO

Inicialmente chamado de Deportivo Municipal, fundado em 1937, foi rebatizado, oficialmente como Millonarios, no ano de 1946. A idéia do novo nome passou a surgir em meados de 1945. Um ano depois foi discutido o "novo nome" numa reunião realizada pelos associados do clube na oficina de don Alfonso Senior.

Em seguida, foi realizada uma nova reunião no Teatro Atenas de Bogotá com todos os colaboradores do "Municipal". Afonso Senior e Mauro Mortola explicaram que não existia uma legislação sobre sociedades esportivas, quando apareceu uma brilhante intervenção do Dr. Abel Cruz Santos sugerindo que se fazia necessário organizar uma sociedade sem fins lucrativos, decidindo depois redigir nos estatutos, que cada um deveria contribuir com 10 pesos. Nesta reunião foi marcada uma terceira que se relizaria no Colégio San Bartolomé, situado na cra 7, entre 9ª e 10ª, onde, finalmente se constitui o "Club Deportivo Los Millonarios", no dia 18 de junho de 1946, tendo como seu primeiro presidente Alfonso Señor Quevedo, o vice presidente Mauro Mortola; como tesoureiro foi nomeado Oliverio Pulido. Depois se registraria a equipe no Cartório Tercera de Bogotá, sob o número 2047, suprimindo o antigo "Municipal". Neste mesmo ano foram marcados uma série de jogos "eventuais" com o Santa Fé e o Huracán, de Medellín.

Trio de jogadoresO Supertime
No ano de 1949, o Millonários se tornou um dos principais e mais fortes clubes do futebol no planeta com a criação da Liga Pirata colombiana desvinculada da Fifa, o chamado Eldorado Colombiano. No Millonarios desta época jogaram os meias argentinos Pedernera e Nestor Rossi, e o goleador e um dos maiores jogadores da história: Di Stéfano (foto ao lado, ver » Biografia do craque). Nesse período o clube conquistou seus principais títulos. Veja A Liga Pirata e o Millonarios

Primeiras vitórias internacionais
Em 1951, o Millos (como é chamado o time), se converte na primeira equipe colombiana a vencer na altura de La Paz ao derrotar o Bolivar (3 a 1) e o Litoral (5 a 2). Também é a primeira equipe colombiana a vencer no Chile (vitória sobre o Audax Italiano). Neste mesmo ano se torna o primeiro clube da Colombia a vencer na Europa, clubes europeus - derrotou o Real Madrid, da Espanha, e o Norkopping, da Suécia. Por conseguinte, se tornou, também, o primeiro colombiano a vencer um europeu em terras colombianas, neste caso, o Real Madrid por 2 a 1. Em 1953 se torna no primeiro colombiano a vencer um clube brasileiro, o Madureira/RJ por 3 a 0.

O Supertime do Millonarios de Bogotá em 1952
O Supertime do Millonarios em 1952.

A Década de 60
Esta década, a de 60, foi uma das mais brilhantes do clube, conquistou o tetra campeonato nacional, de 1961 a 1964, e a Copa da Colômbia, em 1963. Foi uma década de confrontos memoráveis, enfrentando grandes equipes do futebol mundial, e saindo vencedor em quase todos os jogos.

Em 1960 estréia na Copa Libertadores da América vencendo o Universidad do Chile por 6 a 0. Na fase seguinte é derrotado pelo Olimpia, do Paraguai.

Em um feito inédito, em 1961, o clube conquista todos os títulos em todos os campeonatos de todas as categorias disputadas no país.

No mês de agosto de 1962, Millonarios e Botafogo-RJ do Brasil disputam uma das maiores e melhores partidas do futebol sulamericano em todos os tempos. O jogo termina 6 a 5 para a equipe carioca, que contava com as figuras de Garrincha, Zagallo, Amarildo e Manga.

Em 1967 o Millonarios enfrenta o Santos (Brasil) de Pelé, Edú, Toninho, Lima, Zito e Abel, e vence por 2 a 1 no estádio El Campín. No decorrer do ano vencería novamente pela diferença mínima. Depois enfrentaría o Racing (Argentina) de Pizzutti, Perfumo, Cejas e Raffo, o Borussia Dortmund (Alemania) e o Nápoli (Italia).

1968 – o Millonarios derrota por 2 a 1 o Jédnota (Checoslovaquia), empata em 0 a 0 com o Estudiantes (Argentina) de Zubeldía, Bilardo e Verón, e é vencido pelo Bayern München (Alemanha) de Franz Beckembauer, derrota a seleção da Polonia 3 a 1, e é derrotado ante a seleção da Argentina 1 a 0. De quebra, se torna na primeira equipe da Colombia a enfrentar o selecionado argentino.

Anos que se seguem
Nos anos que se seguem poucas são as conquistas do clube; vence o "Torneio Especial Dimayor", em 1980, jogando com o nome do seu patrocinador "Colseguros", o campeonato nacional em 1972, 1978, 1987 e 1988, a Copa Merconorte em 2001, e alguns torneios amistosos.

O primeiro uniforme
O primeiro uniforme

Hino Oficial

Millonarios, cumplamos la cita;
que es la nuestra una cita de honor:
Millonarios, el tiempo corona
solo aquel que en la cancha es mejor

A vencer, Millonarios marchemos,
nuestra hinchada ya colma el Campín
y la azul camiseta de gloria
la lucha sabremos cubrir

Tras la partida si fue adverso el marcador
y te afliges compañero por haber fallado el gol;
nada te importe esa mala suerte de hoy;
mira que hay desquite y eres maestro del fútbol

Millonarios, cumplamos la cita
que es la nuestra una cita de honor,
Millonarios, el tiempo corona
solo aquel que en la cancha es mejor

Millonarios, la envidia nos hiere;
nos acecha cobarde el rencor
Millonarios, recuerda que somos
once amigos, solo un corazón
 
TÍTULOS CONQUISTADOS
Copa Merconorte 2001
Campeonato Nacional 1949, 1951, 1952, 1953, 1959, 1961, 1962, 1963, 1964, 1972, 1978, 1987, 1988, 2012 (Clausura), 2017 (Clausura)
Copa Colômbia 1953, 1963, 2011
Supercopa da Colombia 2018
(*) Torneio de Reservas (Copa Colômbia) 1980
Liga de Cundinamarca 03 titulos entre 1941 e 1944

Torneios Amistosos Internacionais
Pequena Copa do Mundo (Caracas/VEN) 1953
Copa Bodas de Oro do Real Madrid 1952
Copa Miami (USA) 1987
Copa Marlboro 1987
Torneio Triangular Internacional (COL) (**) 1939

(*) Jogou com o nome de seu patrocinador "Colseguros".
(**) Título conquistado com o nome de Deportivo Municipal, clube do qual se originou.

ESTÁDIO
Estádio El Campín
Estádio Nemesio Camacho - Apelido: "El Campín"
Inaugurado em 14/Agosto/1938 - Capacidade: 48.000 pessoas
Proprietário: Instituto Distrital para la Recreación y el Deporte

O estádio foi construído por motivo da comemoração do quarto centenário da fundação da cidade de Bogotá - na época a capacidade do estádio era de 10.000 espectadores.


Pesquisa de Sidney Barbosa da Silva.
Fontes: www.millonarios.com.co; dimayor.com.co/index.php/team/millonarios-f-c; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 11/Maio/2017 - atualizada em 14/Julho/2019.

Campeões de todos os esportes do mundo