Historia da Copa do Mundo de 1930

Jogadores levantam a Taça do Campeonato Gaucho 2019
Após dois Gre-Nais sem gols, um no Beira-Rio, domingo passado, outro na Arena, na noite desta quarta-feira (17), a decisão do Campeonato Gaúcho acabou nas cobranças de pênaltis. E o Grêmio levou a melhor. Comemorou o título e levantou a taça dentro de casa diante de 50 mil torcedores. O grande herói gremista da noite foi o goleiro Paulo Victor, que defendeu três cobranças de pênaltis, permitindo ao Tricolor soltar o grito de bicampeão – e coroando uma campanha invicta.

A taça de 2019 é a 38ª conquista estadual do Grêmio, que venceu o Gauchão de 2018 em cima do Brasil de Pelotas. O último título local diante do Internacional havia sido em 2010. Agora as apostas da torcida Gremista ficam por conta da Sportingbet bônus, já que o clube atua pela Taça Libertadores da América, na próxima terça (23), diante do Libertad, no Estádio Defensores del Chaco. O campeão gaúcho de 2019 precisa vencer para manter chances de classificação no torneio continental.

A partida
Assim que a bola rolou, o que se viu na Arena foi uma sucessão de lances ríspidos, reclamações, muita tensão e infinitas reclamações. O árbitro Jean Pierre de Lima teve muito trabalho para conter os ânimos e, muitas vezes, só o fez usando o cartão amarelo. Pelo menos até os 15 minutos, quando André, após falha de William Pottker e Lomba, marcou um gol em situação de impedimento, confirmado após três minutos de paralisação para consulta do VAR, ambos os times jogaram bem longe das áreas. Quando o jogo recomeçou as chances começaram a aparecer para os dois lados.

Aos 19 minutos, Guerrero concluiu fraco de cabeça, mas Paulo Victor defendeu sem dificuldade. Em seguida, aos 21, Kannemann arrematou de dentro da área, mas Lomba defendeu. O Gre-Nal estava igual. Esperto, Renato alternou seus extremas para tentar confundir a defesa colorada. Pottker, que entrou para fechar o lado direito da defesa colorada, não estava bem. Marcava, mas não atacava.

Guerrero, que travou um intenso duelo com Kannemann, levou vantagem aos 36 e, de cabeça, acertou o travessão. Foi a chance mais viva do primeiro tempo. Em seguida, Marcelo Lomba defendeu com dificuldade um chute de fora da área que partiu do lateral Leonardo.

No intervalo, Odair Hellmann trocou Pottker por Guilherme Parede. Renato manteve a escalação do primeiro tempo. A primeira grande chance do segundo tempo foi colorada. Aos 13, Edenilson deu um belo drible em Maicon, invadiu a área e obrigou Paulo Victor a fazer grande defesa. Mais tarde, Renato chamou Luan, que estava afastado há 12 dias. Ele entrou aos 14 minutos.

O lance mais polêmico ocorreu aos 23 minutos, quando Parede e Cortez engalfinharam-se dentro da área do Inter. Após oito minutos de jogo parado, entre consulta ao VAR e confusões, o árbitro marcou o pênalti. Em meio às intensas reclamações dos colorados, D’Alessandro e Odair foram expulsos. André só foi cobrar aos 31 minutos. Ele até bateu corretamente, só que Lomba voou certo e fez a defesa. O Grêmio ainda teve duas boas chances, ambas com Everton. A primeira, aos 49, foi pela linha de fundo. Depois, aos 50, parou no poste. Fim do tempo regulamentar e a decisão foi para as cobranças de pênaltis.

Daí, foi o goleiro gremista que brilhou. Paulo Victor pegou as cobranças de Camilo, Cuesta e Nico López. Lomba também foi bem. Defendeu o chute de Michel e Everton ainda chutou por cima. Mas o Grêmio ficou com o título exatamente com André, que errara durante a partida, convertendo a derradeira cobrança.

Penalidades
A primeira cobrança foi feita por Camilo, de chapa, no canto esquerdo. Paulo Victor foi lá e fez uma grande defesa.
Diego Tardelli cobrou para o Grêmio e marcou, batendo rasteiro, no canto direito, passando embaixo de Marcelo Lomba.

Rafael Sobis foi o segundo a cobrar e mandou forte no canto esquerdo, sem chances de defesa.
Everton isolou a cobrança, deixando tudo igual.

Guerrero cobrou para o Internacional e assinalou, colocando o Inter na frente.
Matheus Henrique foi o terceiro a cobrar para o Tricolor. O volante chutou no canto direito, fazendo o segundo gol gremista.

A quarta cobrança do co-irmão foi feita por Cuesta. Chutou no canto direito e Paulo Victor defendeu mais uma.
Michel, de perna canhota bateu no lado direito, para mais uma defesa de Marcelo Lomba.

Nico López foi para a cobrança, mandou uma bomba no canto esquerdo para mais uma defesa do goleiro gremista.
André cobrou a última penalidade. Mandou no canto direito de Lomba, marcando e decretando a vitória para o Grêmio.

FICHA TÉCNICA: GRÊMIO 0 (3) x (2) 0 INTERNACIONAL
Data: 17/04/2019 (quarta-feira) Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Jean Pierre Lima Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor
Renda: R$ 2.960.606,00 Público: 51.003 (47.759 pagantes)
Cartões amarelos: Kannemann, Michel (GRE); Pottker, Patrick, Guerrero, Daniel, Cuesta, Guilherme Parede, Rafael Sobis (INT);
Cartão vermelho: D'Alessandro (INT)

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Kannemann, Geromel e Bruno Cortez; Maicon (Michel), Matheus Henrique, Alisson (Diego Tardelli), Jean Pyerre (Luan) e Everton; André Técnico: Renato Gaúcho.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca (Camilo), Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago (Rafael Sobis); Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, Pottker (Parede) e Nico López; Paolo Guerrero Técnico: Odair Hellmann.

 

Campeões de todos os esportes do mundo