Clássico Vovô
Em 2004, o Botafogo fez uma de suas melhores partidas neste ano, ao vencer o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro por 4 a 1, com gols de Almir, Ruy, Ricardinho e Têtti, descontando Edmundo para o Fluminense.

No Primeiro Turno do Campeonato Carioca de 2005, o Flu igualmente fez uma de suas grandes partidas neste ano, goleando o Bota por 4 a 0, com gols de Fabiano Eller, Gabriel, Juninho e Alex, perante 49.316 torcedores (48.639 pags.),o que iniciou uma sequência de sete partidas invictas do Flu contra o Bota, quebradas com a vitória alvinegra por 2 a 1, com dois gols de Zé Roberto, descontando Marcão pelo Flu, pelo Campeonato Brasileiro de 2006, no dia 5 de novembro. Cabe ressaltar que o gol de empate do Flu foi aos 43' do segundo tempo e o da vitória do Bota aos 44', em um jogo que provocou fortes emoções.

Em 12 de março de 2006, Fluminense e Botafogo fizeram o primeiro jogo após o centenário do Clássico Vovô, empatando por 2 a 2 pelo Campeonato Carioca. A partida, que poderia ser marcada por comemorações dos dois rivais mais antigos do Brasil em um jogo festivo, não foi alvo de ações de marketing, mostrando o desalinhamento dos dois clubes.

Em 7 de setembro de 2006, Fluminense e Botafogo fizeram o primeiro jogo do Clássico Vovô por uma competição internacional oficial, a Copa Sul-Americana de 2006 e o resultado final foi 1 a 1. Com resultado igual no jogo da volta em 14 de setembro, a disputa da classificação para a outra fase foi para os pênaltis, com o Flu vencendo esta disputa por 4 a 2.

Como quase acontecera no Campeonato Brasileiro de 1995, Fluminense e Botafogo por pouco não disputaram a final da Copa do Brasil de 2007, pois o Flu sagrou-se campeão e o Bota acabou desclassificado nas semifinais pelo Figueirense.

O Clássico Vovô inaugurou o Estádio Olímpico João Havelange no dia 30 de junho de 2007 com a vitória do Botafogo por 2 a 1, com dois gols de Dodô para os alvinegros, marcando o tricolor Alex Dias o primeiro gol deste estádio perante 43.810 torcedores presentes (40.000 pagantes) e algumas centenas que ficaram nas imediações tentando ingressos de última hora, estranhamente, pois os ingressos para esta partida esgotaram-se em poucas horas, dias antes do grande clássico.

No Campeonato Carioca de 2008 ocorreu mais uma partida histórica entre as duas equipes, pela semifinal da Taça Guanabara, com vitória do Botafogo por 2 a 0, classificando-se para a final deste turno da competição, perante 55.245 espectadores (51.657 pagantes), de quebra, interrompendo uma invencibilidade de 11 jogos do Flu no Maracanã. Novamente no Campeonato Carioca de 2008, os dois clubes se encontraram na decisão da Taça Rio, vitória do Bota por 1 a 0, perante a 68 840 espectadores, sendo 64 785 pagantes.

No Campeonato Brasileiro de 2008 foram dois empates: 0 a 0 no primeiro turno e 1 a 1 no segundo turno, este último com um gol de Edcarlos aos 47 minutos do segundo tempo para o Fluminense.

Em 2009, a primeira partida entre os clubes foi na semifinal da Taça Guanabara. A partida terminou 1 a 0 para o Botafogo com um gol do volante Fahel aos 42 minutos do primeiro tempo, perante cerca de 40.000 presentes, apesar do jogo ter sido disputado à noite, em plena quarta-feira de cinzas, com milhões de cariocas viajando. Na segunda partida de 2009, válida pela Taça Rio, vitória tricolor por 2 a 1, com gols de Alan e Darío Conca para o vencedor, descontando Maicosuel para os alvinegros. No Campeonato Brasileiro, vitória do Flu no turno por 1 a 0, com um gol muito bonito de Fred, dando um chapéu no goleiro alvinegro antes de cabecear a bola para as redes.

Em 2010, em partida pela semifinal da Taça Rio, o Botafogo venceu o Fluminense por 3 a 2 em um jogo emocionante de duas viradas. Os gols alvinegros foram marcados por Loco Abreu, Fahel e Caio. Neste mesmo ano o Flu sagrou-se tricampeão brasileiro, com o Bota tendo terminado este campeonato em sexto e os dois clássicos registrando empates.

No Campeonato Carioca de 2011 o Fluminense foi vice-campeão e o Botafogo terceiro colocado, enquanto no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 o Tricolor terminou em terceiro, e o Botafogo, que disputava as primeiras posições, caiu de produção nas rodadas finais terminando em nono.

No ano de 2012, foi o Flu que desclassificou o Bota na semifinal da Taça Guanabara, após empate por 1 a 1 no tempo normal e vitória nos pênaltis por 4 a 3, com o goleiro Diego Cavalieri, que já havia defendido o pênalti batido por Lucas Zen, pegando o pênalti decisivo batido por Loco Abreu. Posteriormente, o Flu venceria o Vasco sagrando-se campeão.

Como o Botafogo ganhou a Taça Rio, os dois times se habilitaram para fazer a final do Campeonato Carioca de 2012, com o Fluminense vindo a ganhar a primeira partida decisiva por 4 a 1, confirmando o título com nova vitória no segundo jogo, desta vez por 1 a 0, gol de Rafael Moura.

Pelo Campeonato Brasileiro de 2012, 1 a 1 em 15 de julho, gols de Fred para o Tricolor e Andrezinho para o Bota. No returno, vitória do Flu por 1 a 0, com Fred marcando o seu 10º gol contra o Botafogo, com o Fluminense vindo a conquistar o seu quarto título de campeão brasileiro e o Botafogo terminando este campeonato em sexto lugar.

Tendo vencido o Fluminense na final da Taça Rio de 2013 disputada em Volta Redonda por 1 a 0, o Botafogo sagrou-se campeão carioca por antecipação, pois também havia conquistado a Taça Guanabara de 2013, quando houve empate por 1 a 1 entre os dois clubes na fase de grupos. No Campeonato Brasileiro deste ano, vitória do Bota por 1 a 0 em Recife e empate por 1 a 1 no Maracanã.


Fonte: Pesquisas de Alexandre Magno Barreto Berwanger.
Página adicionada em 07/Julho/2014.

 

Campeões de todos os esportes do mundo