AceOdds últimos códigos promocionais de apostas

Fundada em 10 de maio de 1973, a Associação Chapecoense de Futebol, popularmente conhecida como "Furacão do Oeste", surgiu do desejo de se criar um clube que agregasse toda a cidade em torno de um único projeto. A agremiação, segundo relata Eli Maria Bellani no livro “O futebol e a ocupação do espaço social em Chapecó (1919 – 1973)”, surgiu da união de atletas de equipes como Atlético Chapecó e Independente e contou em seus primeiros anos com nomes como Alvadir Pelisser, Heitor Pasqualotto, Altair Zanella, Lotário Immich e Vicente Delai (fundadores).

O clube, cujas primeiras reuniões aconteciam em um almoxarifado do Departamento de Estradas e Rodagem (Atual Deinfra) e na porta de uma loja de confecções de propriedade de Pelisser, localizada na Avenida Getúlio Vargas, no Edifício Jarbas Mendes, de propriedade do desportista Heitor Pasqualotto, atualmente destaca-se como uma das principais forças futebolísticas do estado de Santa Catarina. São sete títulos catarinenses conquistados, um Brasileiro da Série B e uma Copa Sulamericana.

A Chapecoense registra ainda várias participações na Copa do Brasil (a primeira em 2008) e, em 2009, ascendeu à Série B do Campeonato Brasileiro. Em 2013 ficou com o vice-campeonato da Série B, firmando-se assim, entre os 20 principais clubes do Brasil em 2014. Nota: O clube já havia disputado o Brasileirão da Série A em 1978 e 1979.

A primeira Diretoria da Associação Chapecoense era assim constituida, Presidente: Lotário Immich; Vice-Presidente: Gomercindo L. Putti; Secretário: Jair Antunes de Silva; 2° Secretário: Altair Zanela; Tesoureiro: Alvadir Pelisser; 2° Tesoureiro: Paulo Spagnolo; Diretor Esportivo: Vicente Delai; Ainda contando com a participação de Jorge Ribeiro(Lili) e Moacir Fredo e então elaboraram o 1° estatuto.

TRAGÉDIA MUNDIAL

Em 29 de novembro de 2016, a Chapecoense se dirigia à cidade de Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, diante do Atlético Nacional, quando o avião que transportava a equipe caiu por falta de combustível. Setenta e uma pessoas morreram no acidente, incluindo 19 jogadores, membros da diretoria e toda a comissão técnica. Três atletas sobreviveram: Alan Ruschel, lateral do time; Jackson Follman, goleiro; Hélio Zampier Neto, zagueiro. Veja noticia.

OS TÍTULOS

Copa Sulamericana 2016 » Veja nota da Conmebol.

Brasileiro Série B: 2020

Troféu João Saldanha (Segundo Turno do Brasileiro Série A): 2017

Campeonato Catarinense: 1977, 1996, 2007, 2011, 2016, 2017, 2020

Copa Santa Catarina: 2006

Taça Santa Catarina: 1979 e 2014

Taça Plínio Arlindo de Nês: 1995

Além destas conquistas, venceu o Torneio Seletivo e a repescagem do Campeonato Catarinense em 2002

Camisa da Chapecoense em 1979    Camisa da Chapecoense em 1979
Uniformes N°s. 1 e 2 utilizado em 1979 na conquista da Taça Santa Catarina


Novo Mascote da Chapecoense, lançado em 2013MASCOTE

Em agosto de 2013, o departamento de marketing do clube lançou o novo mascote, o Índio Guerreiro.

Segundo o diretor de marketing (à época), Andrei Copetti, em entrevista ao GloboEsporte.com disse:

"Atendendo uma reivindicação antiga da torcida, procuramos o melhor fornecedor deste tipo de material no Brasil, que por uma felicidade é daqui de Santa Catarina. Assim como outros grandes clubes do país, também adotaremos uma estratégia de dois bonecos em breve. Este lançado agora tem o aspecto guerreiro, com a fisionomia mais intensa, firme, a fim de mostrar para a torcida o verdadeiro espírito de luta do nosso Verdão, medindo 210cm. O outro, que ainda levará um pequeno tempo para ser confeccionado, será mais simpático, voltado ao público infantil. Essa é uma tendência em vários times de Série A e Série B."

CAMPANHA NO BRASILEIRO 1978

Nesta primeira participação em Brasileiros da Série A, a equipe ficou na 51ª colocação. Foram 12 jogos, com 4 vitórias, um empate e sete derrotas. Os jogos: 2x0 Atlético-PR; 1x3 Grêmio Maringá; 0x1 Colorado; 0x1 Figueirense; 0x2 Internacional; 0x3 Juventude; 0x3 Grêmio; 1x0 SER Caxias-RS; 1x1 Joinville; 1x0 Londrina; 1x2 Coritiba; e 2x1 Brasil de Pelotas. Nota: à época vitória simples valia 2 pontos, e vitórias por uma diferença de gols maior ou igual a 3 eram concedidas com 3 pontos.

CAMPANHA NO BRASILEIRO 1979

Em sua segunda participação em Brasileiros (Elite), a Chapecoense ficou no Grupo B. Foram nove jogos, sem nenhuma vitória, três empates e seis derrotas, ficando na última colocação do grupo. Marcou seis gols e sofreu 16, com saldo negativo de 10 gols. Os jogos foram: 0x0 Desportiva-ES; 1x1 Colatina-ES; 1x2 São Paulo, de Rio Grande-RS; 0x2 Caldense-MG; 2x3 Grêmio Maringá-PR; 0x1 Operário, de Ponta Grossa-PR; 1x5 Caxias-RS; 0x1 Criciúma-SC; e 1x1 Brasil, de Pelotas/RS.

Dos noventa e quatro participantes do campeonato, à época chamado de V Copa Brasil, o clube ficou na 93ª colocação.


Sidney barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fonte: http://agenciaal.alesc.sc.gov.br; www.chapecoense.com; http://globoesporte.globo.com; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br
Página adicionada em 20 de abril de 2014 - atualizada em 04/Maio/2021.