HISTÓRIA DO ATLÉTICO RORAIMA

Distintivo do Atlético Roraima  ATLÉTICO RORAIMA CLUBE
  Fundado em 01 de outubro de 1944
  Endereço: Rua Barão do Rio Branco, 482
  Centro - Boa Vista/RR - CEP 69.306-300
  Site Oficial: não disponivel



CLUBES DO BRASIL CLUBES DO MUNDO CLUBES AMADORES

       

Fundação
O Atlético Roraima Clube nasceu no dia 01 de outubro de 1944, fruto do ideal de alguns homens e mulheres de famílias tradicionais do Estado. Infelizmente com o decorrer dos tempos algumas destas famílias foram esquecendo o Tricolor do Mecejana, porém nem assim sua luta acabou. Atualmente (2012) o Atlético Roraima Clube é o maior detentor de títulos no futebol roraimense.

Dos clubes existentes, é o mais antigo. Seu fundador foi Adolfo Brasil que contou com a colaboração de diversos amigos como Peri Magalhães, Dorval Armando, Abrahim Xaud, Felipe Xaud e outros amigos comerciantes. O Atlético Roraima também era chamado de “Clube dos Milionários” porque todos os seus sócios proprietários eram fazendeiros e comerciantes de renome da cidade.

Festas Sociais
Durante a década de 50 até 70, comandou toda a parte social da cidade de Boa Vista, havia festas de São João, dia 23 de junho, debutantes no começo de dezembro e o glamour do Reveillon no dia 31 de dezembro. Uma das festas mais tradicionais do clube era o chitão, que coincidia com os festejos de São Sebastião, e aqui estavam todos os sócios proprietários do interior, geralmente fazendeiros. No entanto, a Segunda-feira de carnaval se tornou uma festa tão clássica que acontecia com traje passeio completo ou fantasia de luxo, um meio de solucionar o problema de espaço na nova sede do clube, comandado por seu diretor social, professor, radialista e colunista social Jaber Xaud.

A inauguração da sede social do clube aconteceu ainda inacabada, estava feito o “esqueleto” da sede, não havia cobertura e foi feito o carnaval sem teto, foi um sucesso, o carnaval terminou oito horas da manhã do dia seguinte, saindo então os brincantes pelas ruas da cidade, indo na casa do Sr. José Pinheiro, na casa de Walter Melo (construtor da sede), Adolfo Brasil e terminam na beira do rio visitando o Sr. Pericles Magalhães, Dorval Magalhães e Antonio Augusto Martins. Esse era o roteiro das festas sociais do Atlético Roraima que virou tradição.

Clone do Fluminense do Rio
Antigo mascote do Atlético Roraima, o mesmo do Fluminense do Rio de JaneiroO Escudo (abaixo) do Tricolor de Roraima é uma homenagem clara ao Fluminense, clube este que tinha simpatia da maioria de seus fundadores. As cores são as mesmas, o verde e o grená. O que muda são apenas as letras iniciais do nome dos clubes, enquanto no escudo do clube inspirador as letras são FFC, no clube do lavrado as letras são ARC.

Tendo como exemplo o escudo, o mascote (ao lado) também foi inspirado no Fluminense, mas desta vez tendo um motivo ainda maior, quando da sua criação, o Atlético Roraima também era chamado de "Clube dos Milionários".

Esta citação continuou até que houve um desentendimento na diretoria e alguns diretores se desligaram do clube e fundaram o maior rival do Tricolor, o Baré, após isso o apelido ficou esquecido.

A desvinculação do Fluminense
Antigo distintivo do Atlético RoraimaEm 2003, o Atlético Roraima Clube entrou em uma fase de desvinculação de sua imagem com o Fluminense carioca e o primeiro passo foi a mudança do escudo anterior (ao lado, utilizado até o primeiro semestre de 2002).

O segundo passo foi a aposentadoria do mascote, o cartola (imagem acima), e o novo mascote um garimpeiro, elemento que faz parte da história do norte do país e tem uma certa "rincha" com o índio, mascote do arqui-rival do Roraima, o Baré.


Letra do Hino
O hino apresentado aqui não é o oficial, apenas uma criação recente de artistas amazonenses depois de um pedido de um dirigente Tricolor.

Camisa do Atlético Roraima
Camisa listrada (2012)


Camisa do Atlético Roraima
Camisa branca (2012)
 
Eu sou Atlético Roraima;
Tenho três cores no meu pavilhão;
O verde representa a esperança;
Vermelho a força do meu coração;
No branco busco paz e alegria;
Da minha história e tradição;

Eu sou um marco de glórias;
Destôo no cenário de lutas e vitórias (2X);

Roraima, Roraima, Roraima!
Realidade dos nossos antepassados;
Orgulho da sociedade;
No futebol do nosso Estado;

Roraima, Roraima, Roraima!
Tu me alucinas, me traz a emoção;
Eu te amarei até a morte;
Meu clube forte, primeiro campeão!

TODOS OS TÍTULOS

Campeonato Roraimense
1946 (competição organizada pelos clubes); 1948, 1949, 1951 (Federação Rio Branquense de Desportos); 1975, 1976, 1978, 1980, 1981, 1983, 1985, 1987, 1990, 1993, 1995 (invicto), 1998 (invicto), 2001 (invicto), 2002, 2003, 2007 (invicto e com 100 por cento de aproveitamento), 2008 (invicto) e 2009 (pela Federação Roraimense de Futebol).
Dúvidas sobre o titulo de 1954 - Atlético Roraima ou Atlético Baré Clube (Divergências entre Periódicos). Veja Campeões de Roraima.

Outros
Torneio Solidário Ottomar Pinto.

Time campeão do primeiro campeonato profissional de Roraima, em 1995

Atlético Roraima, campeão estadual de 1995

Veja também: A misteriosa conquista do Atlético Roraima em 1998.


Agradecimentos a Carlos Santos.

Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva
Fonte: Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br; www.arquivodeclubes.com; http://bauvelho.com.br/; e www.atleticororaima.com.br (desativado).
Página adicionada em 03/Dezembro/2012 - atualizada em 04/Março/2018.

 

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo