Três quartos dos 50 times da América com melhor avaliação são brasileiros, norte-americanos e mexicanos. Juntas, as equipes listadas pela FORBES México neste ano são avaliadas em US$ 7,324 bilhões, o que significa um aumento de 21% em relação ao ano passado.

O ranking traz três clubes brasileiros no Top 10: Corinthians, Palmeiras e Grêmio. Os times do país dominam o ranking, com 15 representantes - contra 12 do ano passado -, seguidos pelas equipes dos Estados Unidos, com 12. Entraram na lista deste ano Internacional, Atlético Paranaense, América Mineiro e Botafogo. O Sport, que apareceu no ranking de 2017, ficou de fora.

O Corinthians é o mais valioso do continente pelo quinto ano consecutivo. Sua principal fonte de receita são os direitos de televisão, que geram US$ 41,5 milhões anuais. Em segundo lugar vem seu patrocínio da Nike, além de outros patrocinadores que figuram em sua camisa, que somam US$ 25 milhões em 2018.

A história do segundo colocado, o Palmeiras, é um pouco diferente nos últimos anos, com altos e baixos. O ano de 2012 foi muito difícil, tanto para o clube quanto para seus torcedores e dirigentes, pois o time caiu para a segunda divisão do Brasileirão. Naquela temporada, o Palmeiras perdeu 22 de 38 jogos. No ano seguinte, depois do desastre, voltou para a primeira divisão. Com a realização da Copa do Mundo por aqui, em 2014, inaugurou seu estádio, o Allianz Parque, um dos mais modernos da América Latina, que custou mais de R$ 600 milhões é o ativo mais valioso da instituição.

O Grêmio, terceira equipe brasileira no Top 10 e 5º na colocação geral, é o atual campeão da Copa Libertadores da América, o torneio mais importante do continente. O título permitiu, segundo seu balanço, arrecadar, no ano passado, US$ 86,5 milhões com publicidade, ingressos, merchandising e direitos de televisão. O clube tem atualmente uma base de 91.348 sócios e é um dos mais populares do Brasil.

O Los Angeles FC, nova franquia da Major League Soccer, é a grande revelação da lista. Dos mais de US$ 400 milhões que vale, ao menos US$ 350 milhões vêm de seu novo estádio, onde disputa atualmente seus jogos.

O ranking considera três fatores: valor do time (apenas os jogadores que pertencem à instituição, excluindo os que são emprestados), valor da marca e custo do estádio (sempre que for propriedade do clube). A avaliação incluiu as 15 principais ligas da América (foi levada em conta apenas a primeira divisão de cada país) e considerou mais de 150 clubes.

Esta lista foi elaborada a partir dos relatórios financeiros do Corinthians, Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras, Botafogo, Flamengo e Fluminense, além de dados da “SportBusiness”, "Sport Business Journal", "El Economista", MLS Players Association, FORBES, "Futebol Finance", Brand Finance, Deloitte e "Finance Football".

Confira lista dos 50 clubes mais valiosos da América em 2018.

1º. CORINTHIANS - Brasil - US$ 462,2 milhões
2º. PALMEIRAS - Brasil - US$ 424,1 milhões
3º. LOS ANGELES FC - Estados Unidos - US$ 406 milhões
4º. NEW ENGLAND REVOLUTION - Estados Unidos - US$ 351,2 milhões
5º. GRÊMIO - Brasil - US$ 313 milhões
6º. CHIVAS - México - US$ 297,1 milhões
7º. MONTERREY - México - US$ 281,8 milhões
8º. NEW YORK RED BULLS - Estados Unidos - US$ 264,1 milhões
9º. RIVER PLATE - Argentina - US$ 219,1 milhões
10º. BOCA JUNIORS - Argentina - US$ 213,1 milhões
11º. INTERNACIONAL - Brasil - US$ 201,1 milhões
12º. GALAXY - Estados Unidos - US$ 200,1 milhões
13º. ORLANDO - Estados Unidos - US$ 188,1 milhões
14º. FLAMENGO - Brasil - US$ 175,8 milhões
15º. AMÉRICA - México - US$ 174,8 milhões
16º. SANTOS - México - US$ 164,6 milhões
17º. SÃO PAULO - Brasil - US$ 156,4 milhões
18º. REAL SALT LAKE - Estados Unidos - US$ 145,2 milhões
19º. TIJUANA - México - US$ 140 milhões
20º. ATLÉTICO PARANAENSE - Brasil - US$ 137,2 milhões
21º. INDEPENDIENTE - Argentina - US$ 136,2 milhões
22º. SAN JOSE - Estados Unidos - US$ 126,6 milhões
23º. PUMAS - México - US$ 125,3 milhões
24º. TOLUCA - México - US$ 116 milhões
25º. SANTOS - Brasil - US$ 110,3 milhões
26º. VASCO DA GAMA - Brasil - US$ 103,4 milhões
27º. ATLANTA - Estados Unidos - US$ 100 milhões
28º. TIGRES - México - US$ 93 milhões
29º. RACING - Argentina - US$ 91,3 milhões
30º. VANCOUVER - Canadá - US$ 91,2 milhões
31º CRUZEIRO - Brasil - US$ 90,6 milhões
32º. NEW YORK CITY - Estados Unidos - US$ 84,8 milhões
33º. SEATTLE - Estados Unidos - US$ 80,8 milhões
34º. ATLÉTICO MINEIRO - Brasil - US$ 78,3 milhões
35º. CRUZ AZUL - México - US$ 78,1 milhões
36º. DEPORTIVO CALI - Colômbia - US$ 77,6 milhões
37º. TORONTO (empate) - Canadá - US$ 68,8 milhões
37º. SAN LORENZO (empate) - Argentina - US$ 68,8 milhões
39º. PACHUCA - México - US$ 68 milhões
40º. PEÑAROL - Uruguai - US$ 64,2 milhões
41º. FLUMINENSE - Brasil - US$ 61,8 milhões
42º. COLUMBUS - Estados Unidos - US$ 59,2 milhões
43º. VITÓRIA - Brasil - US$ 59 milhões
44º. EMELEC - Equador - US$ 57,8 milhões
45º. VÉLEZ SARSFIELD - Argentina - US$ 57,6 milhões
46º. LÉON - México - US$ 55,9 milhões
47º. AMÉRICA (Belo Horizonte-MG) - Brasil - US$ 54,2 milhões
48º. ESTUDIANTES - Argentina - US$ 53 milhões
49º. PORTLAND - Estados Unidos - US$ 48,6 milhões
50º. BOTAFOGO - Brasil - US$ 48,5 milhões


Sidney Barbosa da SilvaPor Sidney Barbosa da Silva.
Página adicionada em 01/Agosto/2018.
Fonte: FORBES México

 

Livros Digitais Campeões do Futebol