Arquivo
  Especiais
  + Futebol
O Galo da Comarca ESPORTE CLUBE XV DE NOVEMBRO DE JAÚ
Fundado em 15 de Novembro de 1924
End.: Avenida Caetano Perlatti, s/n
Jáu, SP - CEP 17205-040
Estádio Zézinho Magalhães
Sites: www.ecxvdejau.com.br e www.xvdejau.zip.net
  História  |  Titulos  |  Hino  |  Todos os Jogos  |  Diversos              + CLUBES
História do XV de Jaú
O Esporte Clube XV de Novembro de Jaú foi fundado no dia 15 de novembro de 1924 como homenagem a data em que foi proclamada a República Federativa do Brasil. Reunidos no bar Sao Pedro, alguns esportistas, entre os quais Jose Piragine Sobrinho e Herminio Cappabianca, decidiram fundar um quadro de futebol, formado com jogadores locais. Naquela época, estava em evidencia o E. C. Sirio, que mediante proposta de Cappabianca, foi entao denominado Esporte Clube Xv de Novembro de Jau, As cores que o clube ostenta, verde e amarelo, também fazem alusão a coloração da bandeira brasileira.

Sete anos após sua fundação, no ano de 1931, uma reunião entre alguns clubes da região de Jaú acabou definindo o nome da mascote do XV. Manoel do Porto, representante do clube na ocasião, tentava defender o XV na formação das equipes participantes no campeonato da região. O presidente do clube chamado Bocaina F.C. não gostou da postura do representante do XV afirmando que o clube estava se portando como um galo levantando a crista. A resposta do dirigente do XV foi imediata: “então o senhor quer dizer que o XV é o galo da comarca?”. Nascia assim a mascote do XV de Jaú.

Por duas décadas, o XV de Jaú, disputou torneios amadores pelo interior do estado de São Paulo. Só em 1948 é que se profissionalizou para participar de sua primeira competição profissional, o Campeonato Paulista da Segunda Divisão, quando em 1951, conquistou o título e o acesso à principal divisão, vencendo o Jabaquara (último colocado da primeira divisão de 1951) em play-off. Foram três partidas, com duas vitórias por 5 a 0 e 1 a 0, e uma derrota na segunda partida por 2 a 0.
 
Em 1968 o XV se licenciou do futebol profissional, que durou até 1975, ano em que voltou ao Campeonato Paulista da Primeira Divisão (equivalente a atual Série A2).

Durante o tempo em que ficou inativo, o clube inaugurou seu estádio, o Zezinho Magalhães, com capacidade para 18 mil pessoas. Em partida contra o Clube Atlético Juventus no dia 15 de agosto de 1973, o XV não conseguiu estrear com uma vitória em seus domínios, sendo derrotado por 2 a 1. O gol do time da casa foi de Dejair Godoy, o primeiro da história do estádio.

Em 05 de novembro de 1978, com a partida amistosa internacional entre o XV e o Cerro Porteño (Paraguai), vencida pela equipe da casa por 3 a 0 foi inaugurada a iluminação do Estádio, composta por 78 refletores distribuídos em 4 tores.

O nome Zézinho Magalhães é uma homenagem àquele que exercendo a presidência do verde-amarelo, foi um baluarte na campanha de ascensão da equipe jauense, da 2ª para a 1ª divisão de Profissionais, em 1951. O projeto de autoria do renomado arquiteto Vila Nova Artigas, começou a ser posto em prática em 1971.
Fontes: www.camarajau.sp.gov.br, www.ecxvdejau.com.br, www.xvdejau.zip.net, arquivo www.campeoesdofutebol.com.br e www.futebolpaulista.com.br
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Página adicionada em 03 de julho de 2009
  História  |  Titulos  |  Hino  |  Todos os Jogos  |  Diversos              + CLUBES
Pesquisa personalizada
comments powered by Disqus
Camisa de 1986
camisa utilizada em 1986


Camisa de 2007
camisa utilizada em 2007


Mascote
Galo da Comarca, o mascote
Arquivo Campeões do Futebol - www.campeoesdofutebol.com.br - Desenvolvido e mantido por Sidney Barbosa da Silva - Desde 2005
* Permitido a reprodução de todo conteúdo desde que citada a fonte e o Autor/Pesquisador