Historia da Copa do Mundo de 1930

Tudo sobre a Libertadores

A Copa Libertadores de América é um dos torneios mais importantes para o futebol latino-americano, tanto para os clubes assim como também para a torcida de cada um dos times.

A equipe que ganhar garante sua participação na Copa Mundial de Clubes organizada pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), e uma vaga para disputar a Recopa Sul-Americana, preparada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL).

Se você é fanático de este esporte maravilhoso e gosta de assistir tanto os jogos de hoje em dia quanto os que aconteceram anos atrás, seguramente quer de saber mais sobre a história deste tradicional torneio.

História da Copa Libertadores

Popularmente conhecida como “a Libertadores”, é uma competição organizada pela Conmebol na qual participam equipem de diversos países de América do Sul. Eles são Chile, Colômbia, Brasil, Bolívia, Argentina, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Embora tenha sido oficialmente instituída no ano 1959 durante um Congresso da Conmebol realizado em Caracas, os começos são mais antigos.

Em 1900 foi disputada a Copa Competência, na qual participavam clubes da Argentina e do Uruguai. Quase 50 anos depois, em 1948, o clube Colo-Colo e o então presidente da Conmebol, o chileno Luiz Valenzuela, criaram o Campeonato Sul-Americano de Campeões.

Este torneio deu o impulso necessário para que no ano seguinte fosse criada a Copa dos Campeões, o primeiro nome que recebeu a Libertadores.

O primeiro jogo se disputou no dia 19 de abril de 1960 entre Peñarol, do Uruguai e Jorge Wilstermann, da Bolívia, e terminou com a vitória dos uruguaios por 7 a 1. A partir de esse momento, o torneio se disputa no primeiro semestre de cada ano.

Como se disputa?

Atualmente, desde a edição de 2017, 47 equipes que formam parte da Libertadores. Dentro do esquema, Brasil tem 7 vagas, Argentina 6 e o resto dos países, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Uruguai, Venezuela e Peru, têm 4. Os dois lugares que restam são para o último campeão e para o vencedor da Copa Sudamericana.

A competição se divide em 3 fases, uma fase de grupo e uma final.

Fases preliminares

Primeira fase


É disputada por 6 equipes de vários países (Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela). Os jogos se dividem em partidas eliminatórias de ida e volta. Ao finalizar, classificam-se apenas 3 times.

Segunda fase

Nesta instância são 16 equipes: 13 de diferentes países (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai, Paraguai e Venezuela) e os 3 vencedores da primeira fase. Os jogos também se disputam em partidas eliminatórias de ida e volta. Ao finalizar esta fase, classificam os 8 vencedores.

Terceira fase

As 8 equipes ganhadoras da fase prévia se enfrentam em partidas de eliminação de ida e volta. Apenas os vencedores classificam à próxima instância.

Fase de grupos

As 32 equipes que participam de esta etapa se dividem em 8 grupos, mas no interior de cada um não pode haver dois times do mesmo país.

Nesta fase também se disputam jogos de ida e volta contra as equipes do mesmo grupo. Aqueles clubes que terminam em primeira e segunda posição de cada grupo classificam para a próxima instância.

Fase de finais

Neste ponto da competição, os jogos se disputam em oitavas e quartas de final, semifinais e o jogo final.

Durante esta fase é habitual que se enfrentem times do mesmo país, sem que haja inconvenientes com o regulamento da competição.


Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Página adicionada em 18/Dezembro/2020.

 

Livros Digitais Campeões do Futebol