A competição, em jogo único para cada edição, envolveu os quatro grandes clubes de Brasil e Uruguai, que pôs em confronto a disputa do Troféu, que teve como organizador o Sr. Elson Ilha de Macedo. Os dois jogos foram realizados no estádio Atilio Paiva Olivera, em Rivera (URU).

Na primeira edição, ocorrida em 27 de junho, o Grêmio levou a melhor sobre o Nacional de Montevidéu e venceu por 3 a 1, ficando com a Taça Fronteira da Paz.

Ficha Técnica: NACIONAL (URU) 1 x 3 GRÊMIO (BRA)
Data: 27 / Junho / 2010, (Domingo) - Local: Estádio Municipal Atílio Paiva, em Rivera (Uruguai)
Árbitro: Leonardo Gaciba; Auxiliares: Rogério Gonçalves e José Eduardo Calza
Cartões Amarelos: Aranda e Balsas (NAC)
Gols: Maylson (GRE), aos 36 e aos 39 do primeiro tempo; García aos 3; e Regueiro (contra), aos 12 minutos do segundo tempo

NACIONAL: Primeiro tempo: Muñoz; Núñez, Lembo, Sebastián Coates e Diego Rodríguez; Raúl Ferro, Calzada, Pereyra e Regueiro; García e Diego Vera
Segundo tempo: Burián; Núñez, Godoy, Coates e Goñi; Cabrera, Guigou, Pereyra e Aranda; Calteruccio e Balsas. Técnico: Luis González

GRÊMIO: Primeiro tempo: Victor; Edílson, Ozeia, Rodrigo e Fábio Santos; Willian Magrão, Adilson, Maylson e Hugo; Jonas e Borges
Segundo tempo: Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Ozeia (Henrique), Rafael Marques e Neuton; Fernando, Fábio Rochemback, Douglas e Leandro; Roberson e Bergson. Técnico: Silas



A segunda edição, disputada neste mesmo ano (2010), em 4 de julho, envolveu o Internacional contra o Peñarol. No tempo normal empate por 0 a 0, levando assim a decisão pelo troféu nos pênaltis, e a vitória pro Inter por 2 cobranças a 1, sendo muitos pênaltis desperdiçados, e o grande nome desta descisão foi o goleiro do Inter Pato Aboldonsiere, que pegou 4 cobranças dos adversários, e no final Guinhasu levantou o troféu Fronteira da Paz como prêmio pela vitória.

Ficha Técnica: PEÑAROL (URU) 0 (1) x (2) 0 INTERNACIONAL (BRA)
Data: 04 / Julho / 2010, (Domingo) - Local: Estádio Atílio Paiva, em Rivera (URU)
Árbitro: Márcio Chagas; Auxiliares: Marcelo Barison e João Luiz de Souza
Gols dos penais: Internacional 2 (gols de Damião e Oscar) x 1 (gol de Román) Peñarol.

PEÑAROL: Sosa; Albin, Darío Rodríguez (Alejandro González), Guilhermo Rodríguez e Alcoba; Marcelo Sosa, Román, Gaston Ramírez (Diego Alonso) e Colazo (Santiago); Pacheco (Viera) e Palacio (Martinuccio). Técnico: Manuel Keosseian.

INTERNACIONAL: Pato Abondanzieri; Nei (Bruno Silva), Bolívar, Índio (Fabiano Eller) e Kleber; Sandro, Guiñazu, Wilson Matias (Oscar), Giuliano (Taison) e D'Alessandro (Andrezinho); Alecsandro (Leandro Damião). Técnico: Celso Roth.

Ano Campeão Vice
2010 (1°) Grêmio (BRA) Nacional (URU)
2010 (2°) Internacional (BRA) Peñarol (URU) (URU)

Sidney Barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fontes: esporte.uol.com.br/futebol; www.inema.com.br; http://www.internacional.com.br/pagina.php?; e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 27/Junho/2010 - atualizada em 01/Janeiro/2019.

Livros Digitais Campeões do Futebol