Arquivo
Especiais
+ Futebol

19/02/2009, Quinta-feira - 00h45

Borges faz gol no final e evita derrota do São Paulo na estreia da Libertadores

Um gol de voleio de Borges aos 47min do segundo tempo evitou que o São Paulo fosse derrotado na estreia da Copa Libertadores. A equipe empatou por 1 a 1 com o Independiente de Medellín, na noite desta quarta-feira, no estádio do Morumbi, e divide a segunda colocação do Grupo 4 com a equipe colombiana, já que na outra partida o Defensor, do Uruguai, venceu o América de Cali, também da Colômbia.

O time brasileiro dominou a partida, pressionou no jogo aéreo e por baixo, mas não conseguiu superar a retranca colombiana. Aos 34min veio o castigo, com um gol de Arias. Tudo indicava que o São Paulo perderia em um debute pela Libertadores após 16 anos, mas Borges salvou a pátria.

"Seria uma injustiça muito grande a gente perder esse jogo. Criamos demais e merecíamos sair pelo menos com um empate", opinou o camisa 17.

Na véspera do duelo, o técnico Muricy Ramalho, prevendo a postura defensiva do rival sul-americano, avisara: "tem que ser igual ao futebol-americano, se não vai por terra vai pelo ar". Entretanto, o comandante são-paulino não contava com a boa atuação do goleiro Bobadilla, que fechou o gol.

Por cima, no primeiro tempo, foram 17 cruzamentos na área, segundo o Datafolha. Por baixo, dois chutes a gol de Hugo fizeram Bobadilla espalmar a bola para a linha de fundo.

As duas principais chances dos donos da casa saíram em cobranças de escanteio de Jorge Wagner, que bateu fechado. No primeiro lance, houve um desvio no primeiro pau e a zaga afastou a bola quase em cima da linha, antes de Hugo chegar para concluir. Na sequência, em um novo escanteio, o zagueiro do Independiente tentou tirar de cabeça e acertou o travessão de Bobadilla.

A equipe colombiana só atacou com perigo aos 46min, quando Benítez puxou o contra-ataque pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. André Dias tentou afastar e exigiu uma boa defesa de Bosco, que espalmou para o lado.

O São Paulo voltou para a etapa final encurralando o adversário, por terra e pelo ar, como pediu Muricy. Logo aos 3min, André Dias quase marcou de cabeça. Três minutos depois, Hugo fez bela jogada e invadiu a área, mas Bobadilla realizou outra grande defesa.

O Independiente respondeu em um contragolpe, quando Martínez recebeu nas costas da zaga e saiu na cara de Bosco, mas a arbitragem assinalou um impedimento duvidoso.

A torcida pediu Dagoberto, e o atacante entrou. Aos 24min, ele perdeu uma grande chance - mais uma vez Bobadilla evitou o gol.

O troco ocorreu aos 34min, quando Martínez foi ao fundo e cruzou para Arias chutar de primeira e abrir o placar. Aos 47min, Dagoberto cruzou na área e Borges acertou um voleio para empatar o jogo: 1 a 1, resultado final.

SÃO PAULO 1 X 1 INDEPENDIENTE MEDELLÍN-COL

São Paulo
Bosco; Renato Silva (André Lima), André Dias, Miranda; Zé Luis (Arouca), Jean, Hernanes, Hugo (Dagoberto) e Jorge Wagner; Borges e Washington Técnico: Muricy Ramalho

Independiente
Bobadilla; Samuel Vanegas, Andrés Ortiz e Muriel; Iván Corredor (Calle), Restrepo, Juan Ortiz, Isidro Candia (Castillo) e Benítez; Jackson Martínez e Diego Cabrera (Arias) Técnico: Santiago Escobar
Data: 18/02/2009 (quarta-feira)
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Sérgio Pezzota (Argentina)
Auxiliares: Hernán Maidana e Francisco Rocchio (ambos da Argentina)
Cartões amarelos: Renato Silva (SP), Borges (SP), André Dias (SP); Martínez (I), Juan Ortiz (I), Castillo (I)
Público: 30.375 - Renda: R$ 631.375,00
Gols: Arias (I), aos 34min, e Borges (SP), aos 47min do segundo tempo.

Veja tambem:  Campeões da Libertadores  -  Tabela da Libertadores

[[ Mais Notícias ]]   

Pesquisa personalizada
Arquivo Campeões do Futebol - www.campeoesdofutebol.com.br - Desenvolvido e mantido por Sidney Barbosa da Silva