O Extinto Campeonato Fluminense

A política autoritária do Governo Getúlio Vargas dá lugar, na década de 50, a uma ação de modernização conservadora que atinge em cheio o esporte brasileiro. A inauguração do Maracanã, a construção da nova capital federal " Brasília " e mudanças na estrutura econômica do país, são exemplos dessa onda progressista.

À reboque da modernização, tem início a profissionalização do futebol fluminense, introduzida pela FEDERAÇÃO FLUMINENSE DE DESPORTOS - FFD, fundada em 7 de janeiro de 1925, com sede em Niterói. As competições de profissionais pela FEDERAÇÃO FLUMINENSE passaram a ser realizadas a partir da criação, em 28 de dezembro de 1951, da Divisão Estadual de Profissionais (D.E.P.) e do estabelecimento de seu Primeiro Campeonato Fluminense de Profissionais, tendo sido o primeiro jogo disputado em 27 de abril de 1952, sendo o primeiro campeão profissional o Adrianino A.C. O então presidente era o Professor José Ramos de Freitas.

Inicialmente, filiaram-se ao D.E.P da FFD, aos moldes do profissionalismo, os seguintes clubes: Barra Mansa F. C., Central E.C.(Barra do Piraí), Clube dos Coroados (Valença), Esperança F.C.(Nova Iguaçu), Fonseca A.C. (Niterói) e Adrianino A.C.(Engenheiro Paulo de Frontin).

Em 21 de abril de 1960, a capital federal do país é transferida para Brasília. O antigo distrito federal transforma-se em Estado da Guanabara. O município do Rio de Janeiro passa a ser capital do Estado da Guanabara. Nesse ano, a FEDERAÇÃO METROPOLITANA DE FUTEBOL, que continuou atuando na Guanabara, troca a denominação para FEDERAÇÃO CARIOCA DE FUTEBOL - FCF. Realiza-se, então, o primeiro Campeonato de Futebol do Estado da Guanabara disputado pelos clubes grandes do Rio (12 profissionais e aproximadamente 20 amadores), tendo como vencedor o América.

Enquanto isso, no Estado do Rio de Janeiro, cuja capital era Niterói, os clubes do interior disputavam outro Estadual, o Campeonato Fluminense de Futebol, realizado pela FEDERAÇÃO FLUMINENSE DE DESPORTOS - FFD.

Essa "loucura" de campeonatos no Rio de Janeiro ou Guanabara acabou por findar em 1979, anos após a fusão dos dois estados (Rio de Janeiro e Guanabara).

O fato é que as equipes Manufatora, Americano, Goytacaz, Barbará, Central, Eletrovapo, Fonseca, Barra Mansa, Adrianino e outros clubes são considerados (oficialmente) campeões estaduais, mas esquecidos pela história.


Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fontes: www.fferj.com.br e www.campeoesdofutebol.com.br
Página adicionada em Junho/2007 - atualizado em Fevereiro/2009.

 

Livros Digitais Campeões do Futebol