Superliga: conheça mais sobre o campeonato da Dinamarca

Por mais que a gente queira defender o futebol brasileiro e sua tradição, poucos vão discordar quando dissermos que o mundo da bola na Europa, pelo menos atualmente, conta com os melhores campeonatos do mundo.

A Liga dos Campeões é o torneio de clubes mais cobiçado do planeta, mas muitos campeonatos nacionais também são glamorosos: Premier League (Inglaterra), La Liga (Espanha), Serie A (Itália), Bundesliga (Alemanha) e Ligue 1 (França), para ficar nos mais famosos.

Um outro campeonato, porém, vale a atenção. Hoje vamos falar sobre o futebol na Dinamarca e a Superliga da Dinamarca.

História da Superliga Dinamarquesa
A Dinamarca tem uma associação de futebol oficial desde 1889, mas um campeonato nacional só passou a existir pra valer em 1912.

As primeiras edições eram basicamente uma grande final, quase sempre entre times da capital Copenhague, e isso perdurou mais ou menos do mesmo jeito até 1928.

Dali em diante até o início da Segunda Guerra Mundial, times de outras partes do país passaram a competir em duas divisões e criou-se um sistema de rebaixamento e ascensão entre elas. Mesmo assim, até o ano de 1953, apenas cinco times levantaram a taça, todos da capital do país.

A partir dessa época, o campeonato se tornou mais democrático e foi conhecendo um número cada vez maior de campeões diferentes, algo que se mantém até hoje.

Inspirado no sucesso da Seleção Dinamarquesa em 1986, a famosa “Dinamáquina”, a federação de futebol do país fez um esforço para se modernizar.

Em 1991, seguindo a tendência em toda a Europa, nasceu a versão moderna do Campeonato Dinamarquês, chamado de Superliga Dinamarquesa.

Os grandes clubes
Por ter vivido períodos conturbados em sua história, como duas guerras mundiais e ocupação estrangeira, o futebol da Dinamarca se mostrou irregular quando o assunto é estabilidade de clubes.

Além do mais, a Superliga pode não ser famosa, mas as rivalidades existem e podem ser ferrenhas a ponto de extrapolarem as quatro linhas de campo.

Dos mais antigos, incluindo o maior campeão da história, Kjøbenhavns Boldklub, conhecido simplesmente como KB, muitos sequer jogam a primeira divisão hoje em dia.

Com 15 títulos, o KB ainda é o maior vencedor, mas não fatura o troféu desde 1980 e, embora ainda exista no papel, na prática serve como time B do FC Copenhagen, jogando a 5ªdivisão.

Entre os gigantes da atualidade, o mais conhecido e vitorioso é o próprio FC Copenhagen (em dinamarquês FC København), nascido em 1992 da fusão do KB com o também muito vitorioso Boldklubben 1903, chamado apenas de B 1903 e detentor de 7 títulos.

O FC Copenhagen já faturou 13 troféus em suas 28 temporadas de Superliga e é não apenas o clube mais famoso do país, como o que tem presença mais constante nas competições europeias. Atualmente está na fase mata-mata da Liga Europa.

Outro time importante é o Aalborg Boldspilklub, chamado apenas de AaB, primeiro time dinamarquês a jogar uma Liga dos Campeões moderna, em 1995, e é o segundo clube do país com mais participações na Champions, sem contar os quatro troféus que conquistou no seu país.

O Brøndby conquistou importância ao se tornar o maior campeão da Dinamarca fora de Copenhagen, e ostenta seus 10 títulos com orgulho, embora um troféu não venha há 15 anos já.

Atual líder da Superliga Dinamarquesa, o FC Midtjylland é um clube jovem, de apenas 21 anos, também nascido da fusão de dois outros clubes mais antigos. O time de Jutland tem dois troféus nacionais.

O futebol dinamarquês da atualidade
Por ser um país pequeno, a Dinamarca não conta com um campeonato nacional de 18 ou 20 times como seus vizinhos de Alemanha, Inglaterra e afins. Competem na Superliga Dinamarquesa, desde a temporada 2015-16, 14 clubes.

As regras da Superliga são um pouco diferentes das dos campeonatos europeus tradicionais. Ao invés de simples pontos corridos, os times da Dinamarca jogam uma primeira fase em turno e returno, todos contra todos, e dali separam-se os seis melhores dos oito piores.

Os oito melhores times então chegam à fase de play-offs, onde todos jogam contra todos em casa e fora. O primeiro colocado no final é declarado campeão e entra na fase pré-Champions League. O segundo e o terceiro entram na pré-Liga Europa.

Já os oito piores da primeira fase do campeonato se dividem então em dois grupos, numa espécie de play-off classificatório. O grupo A conta com os 7º, 10º, 11º e 14º colocados, enquanto que o Grupo B recebe os 8º, 9º, 12º e 13º colocados.

As equipes jogam dentro de seus grupos em turno e returno novamente. Os dois melhores de cada grupo seguem então para semifinais e avançam até restar apenas um time, que enfrenta o terceiro ou quarto colocado do play-off dos melhores times (dependendo da temporada).

O atual líder dinamarquês é o FC Midtjylland, cujo atacante Ronnie Schwartz é um dos artilheiros da Superliga. Faltando quatro rodadas para o fim do campeonato, estão se classificando para os play-offs finais Midtjylland, Copenhagen, AGF, Brøndby, Nordsjælland e AaB.

Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva.

Página adicionada em 04/Março/2020.

 

Shopping Campeões do Futebol