HISTÓRIA DO VASCO DA GAMA


Vasco da GamaCLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA
Fundação em 21 de agosto de 1898
Endereço: Rua general Almério de Moura, 131
Bairro Vasco da Gama - Rio de Janeiro/RJ CEP 20921-060
Estádio Vasco da Gama (São Januário)
Site Oficial: www.crvascodagama.com



História Cronologia Títulos O Gol 10 Mil Goleadas Vascaínas Presidentes Hinos Grandes Craques Arquivo   + CLUBES

       

A FUNDAÇÃO

Segundo sua ata de fundação, o Clube de Regatas Vasco da Gama, nome escolhido em homenagem ao Almirante Vasco da Gama, que tinha descoberto o caminho marítimo para as Indias (em 1498), foi fundado no então Distrito Federal. Tudo começou por idéia de quatro jovens - Henrique Ferreira Monteiro, Luís Antônio Rodrigues, José Alexandre d `Avelar Rodrigues e Manuel Teixeira de Souza Júnior - , que cansados de viajar a Niterói para remar com barcos do Club Gragoatá, decidiram fundar uma agremiação de remo.

Depois de uma reunião na casa de um deles, à Rua Teófilo Ottoni 90, o número de interessados aumentou, e os encontros foram transferidos para o Clube Recreativo Arcas Comercial (Rua São Pedro). A idéia era conseguir a adesão de caixeiros portugueses, que gostavam de esportes e não tinham dinheiro para o ciclismo, em voga na época.

Sendo assim, após várias reuniões preparatórias, o clube nasceu às 14 horas e 30 minutos do dia 21 de agosto de 1898 numa reunião realizada na sede da Sociedade Dramática Filhos de Talma, à Rua da Saúde, n°. 293. Desta reunião participaram 62 pessoas e foi presidida por Gaspar de Castro, que convidou para secretariá-la Virgílio Carvalho do Amaral e Henrique Teixeira Alegria. Após várias discussões, acabaram por eleger como presidente Francisco Gonçalves da Couto Júnior com 52 votos, tendo ainda eleito o vice-presidente, Henrique M. Ferreira Monteiro, com 41 votos.

Como se pode perceber, o Vasco foi criado exclusivamente para a práticas de esportes náuticos, em especial o remo - a primeira modalidade esportiva do clube.

Sendo o Remo a prioridade, os sócios se cotizaram para comprar as baleeiras Zoca, Valdosa e Volúvel, que estavam de acordo com as especificações da União de Regatas Fluminense, entidade que regulamentava os esportes náuticos no Rio de Janeiro.

A primeira conquista

Em 04 de junho de 1899 o Vasco venceu sua primeira regata, na classe novos, com o barco Volúvel, de seis remos. O páreo, denominado Vasco da Gama, em homenagem ao novo clube, foi vencido com uma guarnição composta pelo patrão Alberto de Castro e os remadores José Lopes de Freitas, José Cunha, José Pereira Buda de Melo, Joaquim de Oliveira Campos, Antônio Frazão Salgueiro e Carlos Batista Rodrigues.

O Presidente não brancoPresidente Mulato

Um fato marcante na história dos clubes esportivos do Brasil foi a eleição de 1904. Neste ano, o Vasco, elegeu o primeiro presidente não-branco da história dos clubes esportivos em atividade no Rio. Numa época em que o racismo dominava o esporte, Cândido José de Araújo (foto ao lado), um mulato que não dispensava a elegância de um cravo branco na lapela, dirigiu o clube em 1904 e 1905.

Já o futebol só viria 11 anos depois, em 1915.


A introdução do Futebol no Vasco da Gama

Com o sucesso no mar, era hora de colocar a bandeira vascaína no topo de outras modalidades esportivas. A diretoria vascaína, interessada em formar um time de futebol, fundiu-se a um clube, cujo estatutos autorizava apenas portugueses em seus quadros e que prativa o futebol, o Lusitânia. Mas com a fusão, houve a mistura de raças: brasileiros e portugueses.

A primeira vitória e competição

Após fundir-se ao Lusitânia no dia 26 de novembro de 1915, quando criou o seu setor de futebol, o Vasco da Gama não perdeu tempo e filiou-se à Liga Metropolitana para participar da temporada de 1916, sendo integrado à terceira divisão. Alí começava a trajetória de um dos clubes mais importantes da história do futebol brasileiro, apesar de sua estréia não ser muito animadora: Vasco da Gama 1 x 10 Paladino FC, em 3 de maio de 1916.

No mesmo ano de 1916, em 29 de outubro, o Vasco da Gama obteve a sua primeira vitória no futebol, derrotando por 2 a 1 a equipe do River, no campo de São Cristóvão. Os gols foram de Candido Almeida e Alberto Costa Júnior.

Uma vitória que surgiu em condições especiais, pois o River só pôde contar com nove jogadores. Esta vitória, porém, não evitou que o Vasco da Gama chegasse em último lugar no campeonato. Pior que isso: foram os únicos pontos conquistados.

O Vasco chega à 2ª Divisão

Apesar de o vasco da Gama haver terminado a sua participação no campeonato da 3ª divisão de 1916 em último lugar, passou à 2ª divisão do certame no ano seguinte, pois, devido à filiação de novos clubes à Liga Metropolitana, foi feita uma reformulação, o que resultou no aumento do número de clubes, que passaram a ser dez em cada uma das três divisões.

O Vasco chega à Série B da 1ª Divisão

Para a temporada de 1921, houve nova modificação na estrutura das divisões. A primeira foi dividida em duas séries, com sete clubes em cada série: A série A, com os sete primeiros colocados da 1ª divisão de 1920, e a série B, com os três últimos colocados da 1ª divisão mais os quatros colocados da 2ª divisão. Como o Vasco tinha alcançado o quarto lugar na segundona, foi classificado para a série B.

O ano da estréia na Série A da 1ª Divisão

Em 1922, o Vasco conquistou a Série B da 1ª divisão. Em 12 jogos o clube venceu 10, empatou uma e perdeu uma. Fez um total de 21 pontos, com 36 gols marcados e 10 sofridos, dando o direito de disputar um jogo extra com o último colocado da Série A, para ver com quem ficaria a vaga para a Série A em 1923. O jogo extra foi realizado em 5 de novembro de 1922, na Rua General Severiano, e terminou empatado em 0 a 0. No entanto, a vaga acabpou ficando com as duas equipes.

A estréia na Série A da 1ª Divisão

Em 15 de abril de 1923 o Vasco faz sua estréia na principal divisão do futebol carioca. O jogo foi contra a equipe do Andarahy, que terminou empatada em um gol- no entanto o Vasco ganharia os pontos da partida em 23 de maio, pois a equipe do Andarahy atuou com o atleta João Martins, o Joãozinho, de forma irregular.

O Vasco terminaria a competição como campeão com várias rodadas de antecedência. Foram 25 pontos em 14 jogos, com 12 vitória, um empate e apenas uma derrota, justamente para aquele que seria o seu maior rival ao longo da história, o Flamengo, que acabaria como vice-campeão (19 pontos), por 2 a 1, em 8 de julho.

O time base da conquista era formado por: Rey; Domingos, Itália, Gringo, Fausto, Mola, Orlando, Almir, Gradim, Nena, D' Alessandro. Técnico: Henry "Harry" Welfare.

Começava aí as grandes conquistas futebolísticas do Clube de Regatas Vasco da Gama.


Pesquisas realizadas por Sidney Barbosa da Silva
Fontes consultadas: Livro Memória Social dos Esportes II, de Francisco Carlos Teixeira Silva e Ricardo Pinto dos Santos; www.crvascodagama.com; e arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 13 de junho de 2009.

 

 

Pesquisa personalizada

 

 

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo