HISTÓRIA DO GRÊMIO FBPA


Grêmio Portoalegrense
GRÊMIO FOOT-BALL PORTOALEGRENSE
Fundado em 15 de setembro de 1903
Endereço: Largo Patrono Fernando Kroeff, 01
Bairro Azenha - Porto Alegre/RS CEP 90880-440
Estádio Olímpico Monumental
Site Oficial: www.gremio.net


História Títulos Hino 1983 Galeria GRE-NAL Arquivo + Clubes

       

No início do século XX, o futebol vinha aos poucos se tornando conhecido no país, semeado por viajantes que levavam a novas fronteiras, suas rudimentares e valiosas bolas de couro. Foi justamente um destes desbravadores, o paulista Cândido Dias da Silva, quem apresentou a primeira bola de futebol a Porto Alegre. A novidade logo despertou curiosidade e uma turma de amigos se formou em sua volta. Muitos fins de semana se estenderam na convivência daquele grupo, em piqueniques e na prática empírica do esporte.

Até que, no feriado de 7 de setembro de 1903, dois quadros de atletas do Sport Clube Rio Grande (cidade portuária e, não por acaso, o clube mais antigo do Brasil) vieram à cidade para uma demonstração, uma ótima oportunidade para os porto-alegrenses aprenderem mais sobre o esporte. O público lotou o campo improvisado para a apresentação e vibrava com as jogadas. Até que, para decepção geral, a bola murchou. Quando todos pensavam que a festa estava terminada, Cândido ofereceu sua bola para que a partida terminasse. Após o jogo, ele e o grupo de amigos puderam confraternizar com os jogadores, que lhe explicaram detalhes do esporte e principalmente, o que era necessário para fundar um clube.

Entusiasmados com o que haviam aprendido, uma semana depois, ao entardecer do dia 15 de setembro de 1903, 31 rapazes se reuniram em um restaurante no centro da capital e escreveram a ata de fundação, que depois seria assinada por todos os presentes. Naquele momento, iniciou-se a trajetória de um clube vencedor. Carlos Luiz Bohrer foi eleito o primeiro Presidente, sem imaginar a projeção que o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense alcançaria.

As cores escolhidas para o clube foram o havana (quase alaranjado) e o azul. A falta de tecidos havana no comércio fez com que houvesse uma alteração no uniforme. A cor foi substituída pelo preto, com a incorporação posterior do branco.

ATA DE FUNDAÇÃO

A Ata de Fundação do Grêmio, lavrada naquela reunião de 15 de setembro de 1903, tem a seguinte redação: “Aos quinze dias de setembro de mil novecentos e três, reuniram-se no Salão Grau situado à Rua 15 de Novembro, nesta capital, os abaixo assinados a fim de tratarem da fundação de uma sociedade, que tivesse por fim dedicar-se ao jogo de foot-ball. Presidiu a sessão o Sr. Francisco França Júnior servindo de secretário. À sociedade foi dado o nome de Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.

A fim de redigirem os estatutos foi nomeada a comissão composta dos Srs. Pedro Haeffner, Guilherme Uhrig e Álvaro Brochado.

Primeiro Presidente
Carlos Luiz Bohrer
O primeiro presidente



Primeiro escudo do Grêmio FBPA
Escudo de 1903



Mascote
Mosqueteiro
Criado em 1946.



O Imortal Eurico Lara
EURICO LARA
Craque que virou letra do hino
 
Foi eleita a seguinte diretoria:
Carlos L. Bohrer – Presidente; Joaquim Ribeiro – Vice Presidente; Alberto L. Siebel – 1° Secretário; Guilherme Kallfelz – 2° Secretário; Pedro Schuck – Tesoureiro; Cândido Dias – 1° Guarda Esporte; Guilherme Uhrig – 2° Guarda Esporte.
Foi designado o dia 22 do corrente a fim de realizar-se a sessão de installação para tomar posse de seus cargos a diretoria eleita.
Porto Alegre, 15 de setembro de 1903
Alberto Luís Siebel”

Assinam o documento como fundadores do Clube:
Francisco França Júnior; Carlos Luiz Bohrer; Joaquim F. Ribeiro; Alberto Luís Siebel; Guilherme Uhrig; Álvaro Brochado; Cândido Dias da Silva; Guilherme Kallfelz; Alberto Knewitz; João Stelczyk; João Knewitz; Otto Müssnich; Arthur Bohrer; José Müssnich; Pedro Schuck; Frederico Panitz; Pedro Haeffner; Otto Neu; Manfredo Orengo; José Maria Kalleya; Paulo Haeffner; Pedro Cléres; Augusto Bugs; Carlos Fädrich; João Geski; Oswaldo Siebel; Leopoldo Siebel; Ernesto Gerlach; Frederico Strelau; Jacob Molther; Oscar Obst.

O 32° fundador

Em sessão da Assembléia Geral ocorrida no dia 29 de fevereiro de 1904, foi adicionado como fundador o nome de Pedro da Costa Huch, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Grêmio desde o momento de sua fundação.

PRIMEIRO JOGO

Em 6 de março de 1904, foi marcado o primeiro desafio, contra o Fuss-Ball Club Porto Alegre – então, o único outro clube da cidade, fundado exatamente na mesma data. Predestinado, o Grêmio venceu. Os jornais registraram aquele disputado 1x0, que deu início à conquista do primeiro troféu da história Tricolor, o Wanderpreis.

PRIMEIRO CAMPO

O primeiro campo efetivo do clube foi a Baixada do Moinhos de Vento (em 1904), que ficou conhecido como "fortim", dada a dificuldade dos adversários baterem o time em seus redutos. Nos anos 30 surgiram os primeiros grandes ídolos: Eurico Lara, o goleiro que virou lenda; Luiz Carvalho, o "rei da virada" que viria a ser tudo no clube, inclusive presidente nos anos 70; Oswaldo Rolla, o "Foguinho", que revolucionaria o futebol gaúcho anos depois no cargo de treinador do próprio Grêmio, dando ênfase ao futebol-força ou ainda Luiz Luz, zagueiro com passagem pela seleçao brasileira.

DÉCADAS DE VITÓRIAS

Em 1954 o clube trocou de casa. Saiu do "Fortim da Baixada" e se transferiu para o moderno Estádio Olímpico. A mudança abriu uma era de conquistas com os gremistas comemorando, a partir de 1956, nada menos do que 12 títulos estaduais em 13 anos. Foi a geração de craques com o zagueiro Aírton, o meia Gessi, o centroavante Juarez - o "tanque" ou o lateral Ortunho. Em 1980, o clube concluiu a ampliação do Estádio Olímpico, que passou a se chamar Olímpico Monumental.

Os anos 80 foi os melhores vividos pela torcida. Eram os tempos de Renato Gaucho, Mario Sergio, De Leon, Tita, o goleiro Mazzaropi e as conquistas do Brasileiro, Libertadores de America, Mundial Intercontinental e de quebra a Copa do Brasil, Estaduais e varios torneios nacionais e internacionais.

CURIOSIDADES
• Acima do escudo do clube, na camiseta, estão três estrelas em cores diferentes. Uma significa os títulos nacionais, outra significa as conquistas da Libertadores da Amêrica e a terceira (dourada) lembra o título mundial.
• Em 1961 o Grêmio realizou a primeira excursão à Europa. Foram 24 jogos com 12 vitórias, quatro empates e oito derrotas. 60 gols marcados e 36 sofridos. Gessi foi o goleador marcando 16 vezes.
• A primeira sede própria central do Clube foi adquirida em 1951, no 5° andar do Edifício Brasília, na Travessa Leonardo Truda, no centro. A parte administrativa do Grêmio funcionou ali por quase duas décadas.
• Até os anos 50 o Grêmio nunca havia admitido um jogador negro. Tesourinha, ex-craque do arqui-rival Internacional, quebrou o preconceito ao sair do Vasco para jogar no Grêmio em 1953. Desde então não existe qualquer tipo de preconceito.
• A primeira Viagem ao exterior foi em 1936, na cidade de Rivera, Uruguai, vencendo o Oriental Athletic Club, de Rivera por 2x0.
• No dia 17 de setembro de 1916, o Grêmio venceu a Seleção do Uruguai pelo placar de 2 a 1 marcando a primeira vitória internacional do tricolor, no Estádio da Baixada, o Tricolor conquistava a Taça Rio Branco.
• Em outubro de 1912, o Grêmio inaugurava seu primeiro pavilhão. No mês seguinte, o mesmo já se tornou pequeno para receber o público interessado em assistir os embates contra os selecionados paulista e carioca.
• Em 25 de Agosto de 1912 acontece a maior goleada gremista: 23 X 0 sobre o Sport Club Nacional de Porto Alegre. O destaque da partida foi o jogador Sisson, marcando 14 gols.
• O primeiro jogo do Grêmio contra uma equipe estrangeira aconteceu no dia 18 de julho de 1911 quando o tricolor enfrentou nada menos que a seleção do Uruguai. A derrota de 3 a 0 para o Esquadrão Celeste foi, na época, considerado um grande resultado inclusive destacado pela imprensa de Montevideo. A partida foi realizada na cidade de Pelotas e marcou também a primeira excursào do Grêmio ao interior.
• O Grêmio tambem inaugurou o rival Internacional em 1909. Na primeira partida entre ambos (que tambem era a primeira partida do recem fundado Internacional), o Gremio aplicou a maior goleada entre os dois clubes, 10 a 0. Veja a História do jogo.

ARTILHEIROS
• O atacante argentino Hernán Barcos, que atuou pelo Tricolor nas temporadas de 2013 e 2014 (apenas um jogo em 2015), é o atleta estrangeiro que mais marcou gols com a camisa do Grêmio. Foram 45 gols em 116 jogos disputados. O segundo maior artilheiro estrangeiro é o também argentino Alfredo Oberti, que marcou 35 gols entre 1972 e 1974.
• Alcindo é o maior artilheiro da história do Grêmio com 261 gols no periodo de 1963 a 1971.

EURICO LARA - CRAQUE IMORTAL QUE VIROU LETRA DO HINO
Talvez, não haja no país, a história de um atleta tão identificado com o clube que seu nome tenha ido parar na letra do hino oficial da instituição. Esse é o caso de Eurico Lara, um goleiro natural de Uruguaiana que, na época do amadorismo, defendeu as cores do Grêmio em 16 temporadas (de 1920 a 1935). Graças aos seus elevados dotes morais e técnicos, Lara, ainda hoje, é tido como símbolo do jogador gaúcho e uma verdadeira lenda dentro destes mais de 100 anos de história do Grêmio.


Sidney barbosa da SilvaPesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Fonte das Informações: www.gremio.net e Arquivo www.campeoesdofutebol.com.br.
Página adicionada em 14/Setembro/2006; atualizada em 16/Novembro/2016.

 

Pesquisa personalizada

 

Livros Digitais Campeões do Futebol

Ir ao Topo